Virgínia aprova casamento gay

Após um tribunal de apelações revogar uma lei que impedia que casais homossexuais se unissem, a Virgínia se tornou o 20º Estado norte-americano a legalizar o casamento gay.

Na segunda-feira, 28, o Tribunal Federal de Apelações do Quarto Circuito de Richmond, capital do Estado, determinou que a proibição que pesava sobre a Virgínia violava as garantias constitucionais de equidade diante da lei, ao lhes impedir o direito de se casarem.

“A decisão de se casar e com quem se casar é uma decisão intensamente pessoal, que altera o curso da vida dos indivíduos”, alegou o tribunal.

O governador democrata da Virgínia, Terry McAuliffe, comemorou a decisão e espera que os cartórios comecem a emitir logo as certidões de casamento para gays e lésbicas.

É uma sentença histórica (…) e seu efeito reafirmará mais uma vez que o estado da Virgínia é aberto e recebe todos”, declarou, em nota, o governador.

A decisão da Justiça mostra que os direitos LGBT nos Estados Unidos estão sendo conquistados também nos Estados mais conservadores. Até agora, quase todos os 20 Estados que legalizaram a união homo – e mais a capital Washington D.C. – ficam no Norte ou Oeste do país, consideradas as regiões mais progressistas. Com a vitória em Virgínia, o casamento gay começa a derrubar o preconceito Sulista norte-americano.

ParouTudo

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.