Uma mãe religiosa e o seu filho gay

Todo mundo sabe como é difícil a relação da religião com a homossexualidade, não é? Realmente, a situação hoje é mil vezes melhor do que qualquer época lá atrás. As igrejas inclusivas só crescem e fazem a comunidade LGBT estar ainda mais próxima da fé.

Esse caso é super interessante. O cantor Lance Bass, do N Sync, se assumiu gay há alguns anos atrás e desde então é um militante da causa. Ele cresceu em uma cidadezinha do Sul e sua família era super tradicional, daquele tipo super envolvida com a igreja.

Quando ele contou aos seus pais sobre a sexualidade dele recebeu um super apoio desde o início, mas sua mãe sofreu muito já que sua igreja tinha uma opinião completamente contrária ao modo que seu filho era.

E aí? Bom, ela fez uma verdadeira revolução na cidade deles. Começou a questionar o cristianismo praticado nas igrejas. O cristianismo pré-conceituoso e excludente. Será que era assim que Jesus imaginava seus discípulos? Ela sabia que não. Aí embaixo, tem um trecho de um discurso que ela fez em uma igreja próxima da sua. Está todo em inglês, mas não é muito difícil de entender, não. Caso tenham problemas, coloquem no google tradutor que funciona, tá?

Não deixem de ler, vale a pena!

[iframe scrolling=”yes” width=”100%” height=”780″ src=”http://www.huffingtonpost.com/lance-bass/the-first-thing-my-mom-di_b_4556471.html”]

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.