Rosa dourada – Cap 43

Rosa dourada – Cap 43

-Ainda não acredito que você ficou olhando o beijo do Di.
-Você tinha que ter visto, foi muito fofo. Sabe, ainda acho que os dois vão ficar juntos. O Di é um cara encantador, e depois dessa, não tem mais o que fazer.
-Impossível não gostar do Di, ele é muito legal, e a Luana daria uma ótima namorada.

Era tão bom estar feliz, ainda mais quando a felicidade está ao nosso redor. O Di era mais que um amigo, para falar a verdade, ele é quase um irmão pra mim. Vê-lo feliz era muito bom, já que há algum tempo ele estava pelos cantos desejando a Luana. Minha missão era ajudá-lo, mas como ele já havia beijado-a, dali pra frente era apenas entre os dois.

Enquanto isso na festa, estavam todos se divertindo e a grande maioria bebendo. Todos estavam animados, e com alguém para compartilhar a noite. As conversas não paravam e o comentário da noite e provavelmente das próximas duas semanas seria esse bendito beijo. Afinal, era o primeiro beijo do meu melhor amigo, ele merecia isso.

Voltando para o lado de fora da casa, Patrícia e eu, estávamos colocando as diferenças de lado, já que a mesma estava meio emburrada comigo. Fazer o quê, coisa de mulher. Esquecemos o que estava acontecendo por lá e resolvemos dar uma volta pelo bairro.

As ruas estavam completamente vazias, a cada 8m uma luz iluminava o local por onde passávamos. A noite estava estrelada e com uma lua enorme. Estava nos iluminando, nos fazendo amar cada vez mais, um amor eterno que nem mesmo o tempo era capaz de acabar. Era a noite perfeita, e a ocasião ajudava bastante.

Em seguida voltamos para a festa pra pegar nossas coisas e dali fomos direto para a casa da minha menina, fui deixá-la e aproveitei para ficar mais tempo com ela. Pois o que precisávamos no momento era uma noite só nossa, para podermos conversar e deixar tudo como antes.

sig_clara.png

Comente! ;)