Rosa dourada – Cap 40

– Sarah, a Patrícia está aqui. Posso manda-la subir?
– Diga-a que vá embora, e que quando estiver melhor, eu vou ao seu encontro. Não quero vê-la de modo algum.

…………

– Patrícia, ela não quer te ver e disse que depois te procurava.
– Aninha, deixe-me vê-la, sei que vai ser melhor para ela. Não apenas para ela, mas para nossa relação.
– O que você fez com ela?
– Não fiz nada. Você sabe que amo a sua irmã e que sou incapaz de machuca-lá.
– Isso eu já não sei.
– Por favor, deixe-me subir e falar com ela, eu te imploro.
– Vá, mas não machuque mais ainda seus sentimentos.

Patrícia: subi as escadas em direção ao seu quarto, queria saber o que estava acontecendo. Passei a noite telefonando e mandando mensagens para a Sarah, mas não obtive resposta alguma. Fiquei aflita, não consegui dormir pensando nela.

Ao chegar em seu quarto, encontro-a deitada lateralmente virada para a parede. Estava chorando, seu choro fez meu coração desabar e com que eu baixasse mais ainda a guarda que me restava. Meus passos silenciosos contribuíram fazendo com que ela não percebesse minha presença.

Fiquei observando-a por quase cinco minutos até criar coragem para falar. Não foi fácil, no primeiro instante me faltou palavras. Tudo o que ia dizer desapareceu completamente da minha cabeça. Só me restava então arriscar algo.

– Te liguei, mandei mensagens e nada de você responder. Amor, o que aconteceu.
– Sai daqui, eu não quero falar com você e muito menos te ver.
– Sarah, olhe para mim! Repita o que disse, mas agora olhando em meus olhos.

Sarah levantou-se da cama e veio em minha direção, tentou falar o que havia dito anteriormente, mas dessa vez não conseguiu. Caiu no choro novamente, só que agora em meus braços. Não era fácil ver minha menina daquela forma. Não resisti. Chorei. Aliviei o que havia dentro de mim.

– Amor, por que ta chorando?
– Porque eu não aguento te ver aos prantos, essa foi a única forma que meus sentimentos encontraram para aliviar esta dor. Sarah, me diz o que está acontecendo. Preciso de explicações. Você nem falou comigo após sair correndo do show.
– Sabe que não aguento te ver com outra pessoa e de repente sua amiguinha aparece e me deixa assim.
– Amor, eu não tenho nada com a Mariana. Aliás, eu nem sei o que ela veio fazer aqui.
– E aquela história de melhor namorada que você já teve?! Vai negar isso também.
– Sim, vou negar sim. Eu não a amo. Nuca conseguiria amar uma pessoa como a Mariana. Princesa, ela é uma egocêntrica que quer tudo nas mãos e não dá o devido valor as pessoas. Eu nem sei o por que dela estar aqui. Aposto que soube de nós duas e veio apenas para abalar nossa relação.
– Não gostei do modo como ela falava com você. Afinal, não gostei dela. Amor, me beija. Vamos esquecer o que aconteceu. Desculpa por ter sido essa egoísta.

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.