Rosa dourada – Cap 19

A pizza demorou bastante para chegar, enquanto isso Aninha e eu preparamos várias guloseimas para deixar a noite mais doce e de quebra ganhar alguns quilinhos com tanta comida rsrs.

Escolhemos um filme, o qual o nome me faltou na memória, só que ele era muito divertido e cativante. Apesar de ter sido uma comédia era bastante interessante. Minha irmã não deixou de rir um minuto e ainda ficava tirando com a minha cara.

A pizza demorou muito, mais muito mesmo que deu tempo de terminarmos de assistir o filme e passar um bom pedaço jogando conversa fora para ver se o tempo passava um pouco mais rápido. Valeu a pena toda essa demora, pois ela se encontrava muito gotosa e bem quentinha.

– Ei gulosa, não aguento mais comer… se a Patrícia não me quiser mais a culpa vai ser tua!! Kkk
– haha, pi quem fala. Mas me fala aí e vocês duas como estão?
– Estamos bem demais, me arrisco até a dizer que ela é a mulher da minha vida.
– Nunca te vi desse jeito maninha. Acho vocês duas muito lindas juntas.
– Vlw, gosto muito da sua sinceridade.
– rsrs.

A noite foi muito boa mesmo, apesar dos momentos em que a Aninha tirava comigo, mas eu gostava disso, pois ela se soltava e eu também. Formávamos uma dupla infalível quando estávamos juntas. Éramos bem unidas ao ponto de sentir ciúmes uma da outro, me sentia na obrigação de protegê-la de tudo e de todas. Para mim, ela sempre foi e sempre será minha irmãzinha linda e predileta.

Relembramos nossa infância, e dormimos juntas… Não como durmo com a Patrícia, apenas na mesma cama.

No meio da noite meu celular começou a tocar. Era minha amada, isso me deixou bastante feliz.

Princesa, estou com saudades de você!!
Aparece aí na porta, amor.
Estou em frente à sua casa te esperando.

– Você é doida? O que cê ta fazendo aqui no meio da noite.
– Oi pra você também. Apenas vim porque senti saudades suas e vim te ver.
– Entra e aproveita que minha irmã esta dormindo.

Patrícia me beijou e fomos direto para a sala onde ficamos a maior parte da madrugada abraçada e nos amando no chão da sala sem medo de ser feliz. Sexo com ela era a melhor coisa que existia. Minha namorada linda que sempre me fazia feliz e sempre me deu muito carinho e amor ao seu lado.

Fizemos amor até o dia amanhece e Patrícia foi para casa assim que os primeiros raios solares apareceram e acabou que sobrou tempo para que eu voltasse para cama antes que a Aninha acordasse e sem que ela desconfiasse da presença da minha namorada em casa.

sig_clara.png

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.