Rosa Dourada – Cap 10

Acordamos super cedo, afinal tínhamos aula em poucas horas. Fui acordada com carícias e beijos, tomamos banho juntas e a Patrícia fez um ótimo café da manhã, estávamos pulando de alegria, pois nossa noite juntas tinha dado completamente certo e foi linda, estávamos completamente apaixonadas uma pela outra.

– Sarah, tenho uma surpresa pra você!!
– Hum… o que é mô?? – Patrícia saiu correndo e voltou com um caixinha nas mãos.
– Essa caixinha é para dizer o quanto você é importante pra mim e é nela onde iremos guardar nossas lembranças mais valiosas.

Dentro da caixa se encontravam algumas coisas simples, mas valiosas para nós duas e era lá que estavam algumas pétalas das flores que dei a ela, a beijei de alegria e em seguida fomos para a escola.

Estávamos caminhando de mãos dadas e não nos importamos com isso, pois até aí andar de mãos dadas com uma mulher era apenas sinal de amizade e ninguém pensava outras coisas. Chegamos na escola e o Di veio ao nosso encontro, ele falou de várias coisas que tinha acontecido com ele e tal…

Como estávamos atrasadas fomos para a sala de aula rapidamente, as primeiras aulas passaram rapidamente e tocou para o intervalo, na cantina várias amigas minhas vieram lanchar conosco e a farra foi garantida, estórias da minha infância com elas foram relembradas, as festinhas e as despedidas e os colegas que se mudaram e foram estudar em outra cidade.

Fizemos até uma brincadeira com a patrícia, na qual ela tinha que falar três nomes de pessoas famosas e dizer o que acha de bonito em cada uma delas e no final comparávamos os resultados para ver se alguém citou a mesma característica. Era uma brincadeira meio que imbecil, mas amávamos rsrs.

Voltamos para a sala de aula antes que o intervalo acabasse, Erica estava a nossa espera para colocar o papo em dia, ela era uma ótima amiga, não falava da vida de ninguém e muito não tinha preconceito com o relacionamento homoafetivo, mas ela não sabia que estávamos namorando.

– Oi meninas.
– Olá Erica! – Falamos juntas
– Sei que vocês duas não são muito de sair, mas eu e as meninas estamos fazendo uma festinha, sem adultos e sem regras…. queria saber se vocês querem ir.
– Tomei a frente e falei que nós duas iríamos sim para a festa.
– Quem vai tanto Erica? – Perguntou a Patrícia
– Só nossa galera mesmo, e a Sarah conhece todas da nossa turminha afinal ela faz parte da nossa galera.

Nosso dia seguiu normalmente e a Erica me mandou os detalhes da festa por SMS, ia ser em 4 dias e já estava tudo sendo preparado, não era comemoração nem nada do tipo… Era apenas a galera querendo beber, mas também tinha gente no grupo que não bebe… então era uma festa que iria agradar a todo mundo.

No final da aula eu e a Patrícia fomos ao banheiro para nos beijarmos, já que era nosso lugar e de mais ninguém… afinal ninguém vai nele, era nosso tínhamos conseguido até a chave para que pudéssemos ficar a sós nele…

Falamos sobre a noite passada, relembramos cada momento maravilhoso que havia acontecido, ela me disse que não fui ruim e que meu oral era bom só que eu precisava usar mais minha língua e dar mais mobilidade a ela, no resto fui perfeita… ela também foi muito boa, sua performance foi excelente me deixou louca de prazer.

Nos beijamos por alguns instantes e fomos embora, pois se ficássemos mais tempo era capaz de deixarem nós duas trancadas na escola. Aninha já estava a minha espera e ficou com raiva já que demorei muito tempo com a Patrícia e nesse dia tínhamos que ir a um compromisso importante com nossos pais.

sig_clara.png

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.