Querido diário – Becca & Vicky – Cap 11

Quarta feira 27/12 (2/2)

– Oi, você está linda parece até uma princesa – Disse Rebecca sorrindo.
– Tu sempre dizes isto. Dormiu bem? – Vicky abraçou-a delicadamente.
– Não, tive pesadelos. De novo – Disse Rebecca com pesar.
– Não conte, senão acontece. É o que dizem – Vicky cobriu a boca de Rebecca com uma das mãos.
– Vamos dar uma volta no centro da cidade – Convidou Rebecca.
– Eu fiz um desenho, para ser nossa tatuagem. Nossos nomes a data que nos conhecemos e um símbolo feminino. Confia em mim. Um ano é muito tempo. Um ano, 12 meses, 365 dias, 8760 horas, 525.960 minutos. Decidi nossa tatuagem, discreta, simples, marcante, inesquecível.
– Tu estas louca? Temos 16 anos quem vai nos tatuar? – Disse Vicky com admiração.
– Eu conheço alguém, que conhece alguém – Disse Rebecca sorrindo.
– Obrigada eu não quero morrer de tétano. Se minha mãe souber ela te mata, me mata.
– Você pediu para eu te esperar por um ano. A tatuagem dura para sempre – Disse Rebecca.

Vicky sorriu.

– E se não der certo? (fez uma longa pausa) Nossa “amizade”.
– Eu arrumo outra Vicky. E Você arruma outra Becca – Disse Rebecca seriamente.
– Simples assim, um studio clandestino dentro de um bar exótico, gótico sei lá – Disse Vicky.

Rebecca não deu tempo para Vicky pensar, apenas deitou na maca e minutos depois estava com o nome de Vicky gravado para sempre na sua pele. Vicky fez o mesmo, porém sem entusiasmo, no trajeto de volta para casa Vicky reclamou insistentemente.

– Onde eu estava com a cabeça, está doendo muito, acho que estou com febre. Acho que eu vou morrer. E se…

Rebecca segurou em suas mãos, olhou em seus olhos, disse calmante com um leve sorriso.

diario_10

– Não vamos morrer. Eu tenho cinco tatuagens esta é a única com um nome. Vai senti dor por alguns dias e depois só vai se lembrar na hora do banho.
– Se eu morrer o legista vai contar a minha mãe que foi tétano por causa de uma tatuagem, feita num studio clandestino.

Rebecca sorriu, beijou Vicky delicadamente.

– No ano que vem nesta mesma data estaremos juntinhas, lembrando de como você foi corajosa.
– Ou tu vais estar em frente a minha lapide no cemitério, se lamentando por ter colocado esta idéia maluca em pratica – Disse Vicky graciosamente.
– Pensando bem, foi uma loucura. Não achei que você teria coragem – Disse Rebecca.
– Eu confio em ti. Estou com fome. Se eu morrer… Estou brincando – Disse Vicky.
– Eu sei fazer pipoca – Disse Rebecca animadamente.
– Pode ser – Disse Vicky enquanto caminhavam até a cozinha.

Rebecca olhou para Vicky.

– Não vai me beijar?
– Você sabe que tem que ficar comigo para sempre, só comigo – Disse Vicky sorrindo.
– Eu, Rebecca Valentine Cachemira, prometo que serei apenas sua (longa pausa) “amiga” para sempre. Quero um beijinho agora.

Vicky beijou delicadamente Rebecca. Que retribuiu na mesma medida.

sig_pimenta

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Este post tem um comentário

  1. Luciana Santos

    Que lindooo.. <3

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.