QUANDO MENOS SE ESPERA – Capítulo 44

Os dias se passaram com emocionantes e excitantes encontros entre Valentina e Amanda. Nenhuma delas parecia com as mesmas garotas de meses atrás.

Amanda deixou de ser aquela menina ingênua que achava que tudo era pecado e Valentina se tornou cada vez mais terna sem deixar sua valentia de lado, revelando, assim, sua verdadeira essência.

Outra vez, Rosa as tinha tirado de um sufoco com os pais e Leo sempre ajudava nos encontros furtivos fora de casa.

Em vários momentos, Júlia se impressionava com a mudança da filha, que em sua concepção estava mais independente, mais decidida, além de estranhar o fato de ela não frequentar mais a igreja como antigamente.

No íntimo de seu ser, Júlia sabia que alguma coisa estava acontecendo, mas não sabia o quê. Inclusive, havia conversado com o marido algumas vezes sobre isso e ele sempre dizia:

– Ah, meu amor, é porque Amanda tá se tornando uma mulher! Tá crescendo! Ela não é mais a menininha de antes… Você tem que se acostumar com isso, Júlia! Ou você achava que ela ia ficar na barra da sua saia a vida toda?

***

No início de julho, Agnelo tirou alguns dias de folga do escritório e convidou as garotas para viajarem com eles. Comemorariam o aniversário de Júlia, que preferiu viajar a fazer uma festa, bem como um ano de casamento dela com Agnelo.

Dessa vez, eles foram à Espanha. Passaram três dias em Madri e três dias em Barcelona. E, para decepção de Valentina e Amanda, Agnelo tinha conseguido reservar quartos diferentes para elas em ambas as cidades.

– Pra você ver como é a vida! Agora a gente quer ficar no mesmo quarto, aí meu pai vem e diz que conseguiu reservar um pra cada… – frustrada, Valentina havia comentado com Amanda antes da viagem.

– Mas pode até ser uma boa pra gente disfarçar, amor! E nada impede que você me faça visitas noturnas… – Amanda disse enlaçando o pescoço da namorada beijando levemente seus lábios.

– Hummm! Gostei! – Valentina falou sorrindo e abraçando sua cintura. – Todas as noites eu vou tá no seu quarto, meu amor!

– E todas as noites eu estarei te esperando… – Amanda falou apaixonada antes de lhe dar um beijo mais intenso.

E, assim, eles passaram uma semana na Espanha. Na frente dos pais, elas conversavam somente o essencial. Entretanto, todas as noites, Valentina saiu do seu quarto para encontrar Amanda, que sempre estava a sua espera.

***

Amanda iniciou o segundo semestre com uma intensa motivação para os estudos, porque o dia da prova do Enem estava cada vez mais próximo. Por isso, os costumeiros encontros furtivos entre elas tinham diminuído, pois a filha de Júlia estava estudando muito para o vestibular. Apesar disso, Valentina não reclamava. Pelo contrário, incentivava muito o estudo da namorada, mesmo ela estando um pouco desestimulada, pois não estava feliz cursando Arquitetura. Até havia desabafado com a namorada, que a aconselhou a ficar pensando sobre o que ela gostaria de fazer, enquanto terminava, pelo menos, o segundo semestre.

***

No feriado de sete de setembro, Agnelo e Júlia fizeram um churrasco em casa, para o qual chamaram alguns amigos. Amanda tinha pensado até em ficar estudando, mas como a casa estaria muito barulhenta, resolveu convidar as amigas, já que não podia ficar com Valentina. Só Isabela confirmou presença. E, dos amigos de Valentina, apenas Leo compareceria ao churrasco, pois o restante do grupo viajaria no feriado.

Por volta das 10 horas da manhã, as pessoas começaram a chegar à casa de Agnelo. Nessa hora, Valentina e Leo já estavam na piscina, onde conversavam reservadamente.

O assunto principal da conversa dos amigos era Amanda e Rafael, o rapaz que Leo havia conhecido em um aplicativo e com o qual estava ficando, mas não namorando.

Enquanto Valentina falava apaixonadamente sobre Amanda, Leo falava um pouco desanimado sobre Rafael. Apesar de ele admitir que estava apaixonado, não sabia se o relacionamento com ele iria dar certo, pois a situação era um pouco complicada. Como os pais do rapaz não sabiam que ele era gay, Rafael acabou convencendo uma amiga da faculdade a se passar por namorada dele. Assim, em todos os eventos da família de Rafael, Leo quase nunca comparecia. E, quando se fazia presente, estava lá na condição de amigo e ficava presenciando a empolgação dos pais com o “namoro” dele e a amiga.

– É, meu amigo, o negócio não tá fácil pra nós, hein? Apesar de a gente tá se dando super bem, eu e a Amanda, a gente também tem esse problema. E pra piorar não podemos nem dizer que somos amigas! – Valentina desabafou.

– Vixe! É mesmo! Mas acho que mereço um namoro decente… Não sei se vou aguentar isso por muito tempo. Já faz três meses que passo por isso… – Leo falou frustrado.

– Claro que merece! Nós merecemos! Ai, Leo, tem momentos que eu fico morrendo de vontade de jogar tudo pro alto, sabe, e dizer pro nossos pais que a gente se ama! Mas aí volto atrás, porque fico preocupada com a Amanda…

– É bem difícil a situação de vocês… Muito mais que a minha!

– Ahhh… – Valentina suspirou. – Pois é, meu amigo! Vamos ver no que isso vai dar…

– Falar em Amanda, cadê ela? – Leo perguntou.

– Ontem ela me disse que desceria só lá pro meio-dia, porque queria estudar um pouco.

– Minha filha, essa aí vai passar de primeira no Enem, viu? Não tenho dúvidas! – Leo falou convictamente.

– Nem eu! Meu amor além de estudiosa é muito inteligente! – Valentina elogiou a namorada toda derretida de amores.

– Ela ainda quer fazer Direito?

– Quer. Ela me disse que desde os treze anos que quer fazer Direito.

– Ótimo, né? Já tem o padrasto pra ajudar! Ela que vai herdar o escritório do grande Dr. Agnelo Rizzon! – Leo riu.

– E dou graças a Deus por isso! Pelo menos, o grande Dr. Agnelo me deixa em paz! Porque teve uma época que ele queria porque queria que eu fizesse Direito. Deus me livre! Tô fora! – Valentina riu.

***

Quase meio-dia, Amanda finalizou o estudo e foi até a janela do seu quarto olhar o movimento da casa. E, claro, que seus olhos foram guiados, involuntariamente, para a namorada. Ela sorriu ao vê-la conversando com Leonardo dentro da piscina e permaneceu ali alguns segundos admirando a namorada falando, gesticulando e rindo. Nesse momento, Isabela ligou dizendo que estava perto de chegar. Então, Amanda trocou de roupa e desceu.

Quando Amanda saiu da casa, o olhar de Valentina foi atraído em direção a ela. E os olhos da garota permaneceram acompanhando a namorada até o portão principal, onde Amanda se dirigiu para receber a amiga.

Em seguida, Amanda e Isabela se sentaram em um dos quiosques próximos à piscina, onde ainda conversavam Leo e Valentina.

Em poucos instantes, Amanda convidou a amiga:

– Vamos tomar banho, Isa!

– Ótima ideia! Tô morrendo de calor!

Assim, vagarosamente, Amanda tirou a entrada de banho e ficou alguns segundos ajeitando o biquíni. Sabia que Valentina estava com os olhos vidrados nela. E essa era exatamente a intenção de Amanda! Ela adorava se sentir desejada pela namorada. Rápida e discretamente, desviou seu olhar para Valentina e confirmou o que ela já tinha certeza: a namorada a fitava com desejo. Já tinha uns dias que elas não conseguiam ter um momento a sós. Estavam explodindo de saudade uma da outra!

Então, com um sorriso malicioso na boca, Amanda pegou o protetor solar e começou a passar lentamente pelo corpo. Enquanto isso, Isa falava, mas Amanda quase não prestava atenção à conversa da amiga, porque estava concentrada no seu objetivo de seduzir a namorada.

Nesse momento, Leo saiu da piscina para atender ao celular. Valentina aproveitou e seguiu o amigo. Não poderia ficar ali descaradamente contemplando a namorada, porque alguém poderia perceber a fascinação do seu olhar. Pior seria se esse alguém fosse Suzana!

Então, Valentina saiu da piscina, sentou-se a uma cadeira no quiosque vizinho, pôs seus óculos escuros e voltou, agora relaxadamente, a admirar a namorada. No momento em que Isa passava o protetor nas costas de Amanda, Valentina pegou o celular e enviou-lhe uma mensagem:

“Você me paga!”

Ouvindo o bip do celular, Amanda o pegou e leu a mensagem da namorada, o que a fez sorrir ainda mais. Movimentou os dedos pela tela e, instantes depois, Valentina recebia a resposta:

“Pagarei com maior prazer!”

Em seguida, Amanda entrou na piscina com a amiga. Nesse momento, Leo desligou o celular, voltando a conversar com Valentina:

– Era o Rafael.

– E aí? Porque ele não veio mesmo, hein?

– Porque hoje teve um almoço na casa da avó! – Leo falou revirando os olhos. – E, claro, que ele levou a “namorada” dele! – fez aspas com os dedos.

– Nossa, Leo, que chato isso, né? – Valentina conversava com o amigo, mas não tirava os olhos de Amanda.

– Ai, hoje eu não quero ficar na bad! Bora beber! – Leo falou com empolgação.

– É assim que se fala! Você quer cerveja?

– Quero! Se não tiver outra coisa mais forte…

– Vai ser cerveja mesmo! Não vou deixar você se embebedar, não!

Havia alguns garçons servindo, mas Valentina não queria chamá-los, então preferiu ela mesma buscar as cervejas e algo para comerem. Então, apenas se levantou e se dirigiu ao local dos comes se bebes apenas coberta com um pequeno biquíni.

Enquanto ela caminhava até o churrasqueiro e, depois, até o freezer das bebidas, o olhar de Amanda a seguiu e ela acabou percebendo alguns olhares masculinos para o corpo da namorada e não gostou muito do viu.

Na volta, Valentina notou que Amanda já havia saído da piscina e mexia em seu celular. No semblante, ela expressava sisudez. Então, Valentina entregou a cerveja a Leo, pôs o prato cheio de carnes na mesa e se sentou. Sentindo que alguma coisa estava errada, ela pegou o celular e, como previu, tinha uma irritada mensagem da namorada:

“Para de desfilar de biquíni! Os homens estão te devorando com os olhos!!!”

Valentina teve vontade de rir por causa do ciúme bobo de Amanda.

“Só quero saber de uma coisa: VOCÊ me devorou com os olhos? =D Deixa os homens pra lá, amor! Eles ñ me interessam! Nng mais me interessa. Só vc!”

Ao ler a mensagem da namorada, Amanda ficou feliz e refletiu que realmente não tinha sentido o ciúme que estava tendo. Afinal de contas, não tinha poder nenhum sobre os olhares de ninguém. Cabia a ela ter confiança na namorada. E isso ela tinha! Ou melhor, elas tinham confiança entre si. Nesses poucos meses, elas haviam conseguido construir um relacionamento baseado na confiança, no respeito e na cumplicidade. E ela se orgulhava muito disso!

Então, voltando à tranquilidade, ela respondeu a mensagem da namorada:

“O que vc acha, amor? Fez de propósito, né? =D Tb só vc me interessa! S2”

Nesse momento, motivada pela saudade de Amanda, Valentina teve uma ideia e enviou outra mensagem:

“Me encontra no meu quarto daqui a 10 min!”

Então, ela soltou o celular e combinou com Leonardo que mantivesse Isabela entretida, enquanto ela se encontrava com a namorada. Após o ajustado, ela se levantou e se dirigiu ao seu quarto. E continuava usando apenas o biquíni.

Amanda leu a mensagem e bateu uma ansiedade, porque tinha receio de Isabela perceber. No entanto, a vontade de estar com a namorada era bem maior e mais forte do que o medo. Assim, pensou rapidamente no que dizer para a amiga para conseguir dar uma fugida. E essa foi a ideia mais fácil que encontrou:

– Amiga, tô morrendo de dor de barriga… – Amanda falou fazendo careta de dor e pondo a mão na barriga. – Preciso ir ao banheiro. Fica aí que eu volto já, tá!

Então, Amanda saiu em direção ao quarto da namorada. Instantes depois, Leo se aproximou de Isabela para distraí-la.

***

Em seu quarto, Valentina esperava ansiosa. Alguns minutos depois, Amanda abriu a porta sem bater e se jogou em seus braços. O beijo foi cheio de paixão e desejo. Naquele momento, tudo que elas necessitavam era se sentir. E, sem perda de tempo, Valentina começou a percorrer com a boca o corpo de Amanda, que respondeu com vibrações e gemidos abafados.

Então, ali mesmo, com Amanda encostada à porta, Valentina encaixou-se entre suas pernas e a fez chegar ao ápice do prazer.

Em seguida, ainda arfante e trêmula, Amanda trocou de lugar com a namorada e, enquanto a beijava, deslizou a mão até sua intimidade, que se encontrava pronta para recebê-la. Assim, tocou-a com urgência, fazendo com que a excitação de Valentina ficasse tão intensa, que ela não se demorou a atingir um enérgico clímax nos ávidos dedos de Amanda.

Após seus corpos serem arrebatados pelos vertiginosos gozos, elas se beijaram ainda por alguns instantes, até Amanda se afastar um pouco e sussurrar entre os lábios de Valentina:

– Queria passar o dia aqui contigo…

– Era tudo o que eu mais queria também! – Valentina ratificou arfante.

– Mas precisamos descer logo, senão vão dar falta da gente… – Amanda falou se afastando e ajeitando o biquíni.

Logo se recompuseram e desceram ao encontro dos amigos.

***

– E aí, amiga? Melhorou? – Isa perguntou assim que Amanda se sentou, interrompendo sua conversa com Leonardo.

– Melhorou! Graças a Deus. Aproveitei e tomei logo um remédio. – Amanda falou e, ao pensar no “remédio” que foi tomar, segurou a vontade de rir.

– Ainda bem!

Nesse momento, Júlia se aproximava chamando a filha:

– Amanda!

A garota virou o rosto em direção à voz da mãe e, percebendo que ela não estava sozinha, sussurrou para si mesma:

– Ai, meu Deus!

– Filha, você se lembra do Gabriel, filho da Inês? – Júlia falava com empolgação.

Amanda se manteve séria e falou:

– Lembro. Oi, Gabriel, tudo bem? – ela estendeu a mão para o rapaz sem se levantar.

– Oi, Amanda! Tudo bem sim. – o rapaz pegou na mão dela e se reclinou dando dois beijos em seu rosto. – Nossa! Crescer fez bem a você, viu? – ele sorriu.

Amanda apenas sorriu sem jeito da péssima cantada do rapaz e depois lhe apresentou Leo e Isa. Júlia sorriu com animação. A seguir, ela se despediu de todos e saiu deixando o rapaz na companhia dos jovens.

Ao longe, Valentina assistia a cena irritadíssima. Sabia que, mais cedo ou mais tarde, Júlia iria jogar de novo algum rapaz para cima de Amanda. Respirou fundo, tentando manter a calma, e continuou andando até o quiosque.

Ao ver Valentina se sentar no quiosque em que eles estavam, Leo falou para Amanda, Isa e Gabriel:

– Bom, gente, eu vou ali falar com minha amiga… – levantou-se e foi ao encontro de Valentina.

Enquanto Gabriel conversava empolgado, Amanda olhou para a namorada, que permanecia séria. Somente Isa se mostrou animada com a conversa do rapaz. Então, Amanda pegou o celular e enviou uma mensagem para a namorada:

“ME TIRA DAQUI!!! MINHA MÃE NÃO TEM JEITO!”

Valentina percebeu o celular vibrar em cima da mesa e o pegou. Leu a mensagem e prontamente respondeu:

“Júlia sendo Júlia! =/ Quem é esse cara?”

“Gabriel, filho da Inês!”

“Faz o seguinte: joga ele p cima da Isa!”

“Ótima ideia, amor! Vc tá com raiva?”

“Ñ se preocupe, amor. Ñ é c vc. Fico c raiva da situação… Só isso!”

“É. Eu tb!”

Nesse momento, Gabriel perguntou a Amanda onde ficava o banheiro. Ela informou, ele pediu licença e antes de sair perguntou se as garotas gostariam de beber e comer alguma coisa. Ambas disseram que queriam suco.

Assim que Gabriel saiu, Amanda perguntou à amiga:

– E aí, Isa? Gostou do Gabriel?

– Ele é bonito e parece ser legal. Vai fundo, amiga!

– Não! Não tô perguntando pra mim! É pra você!

– Ãh? Como assim? Você não gostou dele? Sua mãe só faltou fazer vocês se beijarem… – Isabela riu.

– Ele parecer ser bem legal mesmo, além de muito bonito. Mas eu não tô a fim de namorar agora, sabe. Quero focar nos meus estudos, entende?

– Entendo. Mas nem uns beijinhos, amiga? Ele é tão lindo!

– Nem um beijinho, Isa! Acho que você deveria investir…

– Será? Mas ele tá bem a fim de você!

– Isso é porque minha mãe deve ter falado um horror de coisas de mim… Vamos fazer o seguinte: quando ele chegar, eu dou uma saída e vocês conversam a sós… Que tal?

– Ai, amiga, fiquei até nervosa! – Isabela riu.

– Relaxa, Isa! Ele que tem que ficar nervoso na sua frente! Você é linda e super gente boa! Ah! E se ele falar de mim, você dá um jeito de dizer que eu não tô a fim, tá? Combinado?

– Combinadíssimo! – Isa falou animada.

E o acordado entre as amigas foi realizado com sucesso. Logo que Gabriel voltou com os sucos, Amanda pediu licença e os deixou a sós.

Vendo Amanda se afastar, Valentina concluiu que a namorada pôs sua ideia em prática.

Aproveitando para comer alguma coisa, Amanda foi até o local das comidas e encheu um prato de verdura. Na volta, resolveu se sentar com Leo e Valentina, que amou a atitude ousada da namorada.

– Ainda bem que você me deu essa ideia, amor! Senão esse garoto iria me alugar por não sei quanto tempo! – Amanda falou a sentar na cadeira que ela pôs de costas para a amiga e o rapaz.

Leonardo e Valentina riram do jeito engraçado de Amanda falar. Valentina se aproximou um pouco mais e sussurrou:

– E eu adorei você ter sentado aqui!

Amanda sorriu e depois colocou uma garfada de verdura na boca.

– O menino conversa com a Isa, mas não tira os olhos daqui. – Leo comentou.

– Problema dele! – Amanda e Valentina disseram ao mesmo tempo, o que fez os três jovens rirem.

– Meu Deus! A sintonia entre vocês tá é boa, hein?! – Leo gracejou insinuante.

Então, elas se entreolharam apaixonadas e Leo brincou:

– Eita, cuidado, viu, pra ninguém perceber esses olhares melosos de vocês!

Ficaram ali conversando mais um pouco até Valentina sugerir:

– Amor, acho melhor você voltar…

– Por quê? – Amanda perguntou curiosa.

– Porque sua mãe não para de olhar pra cá!

– Ai, meu Deus, que saco!!! – Amanda bufou se levantando. – Então, deixa eu ir lá, antes que a Dona Júlia venha me perturbar o juízo!

Em seguida, ela se juntou novamente a Isabela e a Gabriel. E, durante a conversa, ela deu um jeito de dizer, de alguma forma, que não queria namorar, que adorava ser solteira e que Isa era maravilhosa.

Isabela foi embora por volta das quatro e meia da tarde e, nesse momento, Amanda pediu licença a Gabriel, dizendo que ia voltar a estudar. Assim, ela se despediu do rapaz e se dirigiu ao seu quarto, onde realmente conseguiu estudar um pouco mais.

Valentina também se recolheu ao seu quarto quando Leo foi embora um pouco depois de Isa.

No início da noite, os últimos amigos de Agnelo e Júlia foram embora, finalizando, assim, o churrasco na casa dos Rizzon.

***

Concentrada nos estudos, Amanda se assustou com fortes batidas na porta do seu quarto.

Ao abri-la, Júlia começou a tomar satisfação com a filha:

– Amanda, por que você deixou o Gabriel sozinho com a Isabela? Que falta de educação! Eu não ensinei isso a você!

– Primeiro, não vejo nenhuma falta de educação, mãe! Eu apenas não tava a fim de conversar com ele.

– A Inês até comentou que parecia que você tava esnobando o filho dela! Fiquei morta de vergonha!

– Se a senhora não tivesse praticamente jogado o menino pra cima de mim, isso não teria acontecido! Ficou me jogando pra ele sem nem me perguntar se eu tava a fim! Não acho isso certo!

– Eu só quero um namorado pra você, Amanda! Além de bonito, de boa família, ele parece ser um bom rapaz!

– Onde a senhora não entendeu que eu não quero namorar tão cedo, mãe?! Tô em um ano decisivo da minha vida! Quero focar nos meus estudos! Isso é a prioridade da minha vida no momento. E espero que a senhora não faça mais esse tipo de coisa, senão realmente eu vou ser mal educada!

– Você não teria coragem de fazer isso comigo!

– É melhor a senhora não tentar fazer isso de novo! – Amanda falou resoluta. – Agora se me der licença, vou voltar a estudar. Era só isso mesmo?

Irritada por causa da ousadia da filha, Júlia apenas bufou e saiu pisando forte em direção ao seu quarto. Chegando lá, desabafou com o marido, mas este deu razão à enteada e disse que Júlia parasse de jogar pretendentes para a filha, que já era adulta e poderia muito bem escolher os próprios namorados.

***

Valentina estava deitada em sua cama lendo um livro, quando ouviu vozes vindas do corredor. Então, ela aproximou o ouvido da porta para escutar melhor e percebeu que as vozes eram de Júlia e Amanda. E, com o ouvido grudado na porta, ela escutou toda a discussão entre mãe e filha. Ficou completamente orgulhosa da namorada, que estava conseguindo impor-se às loucuras da mãe.

Ao ouvir Júlia bater a porta do quarto, Valentina abriu uma brecha da sua porta, mas viu que a de Amanda já tinha sido fechada.

Então, pegou seu celular e lhe enviou uma mensagem:

“Não sabia que era possível te amar ainda mais!”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.