Pesquisa mostra como os jovens pensam em relação à homossexualidade

Um estudo intitulado “Atitude e Tolerância: o que os jovens pensam sobre sexualidade” mostra que os jovens brasileiros estão bastante tolerantes à homossexualidade.

Conduzida pelo Grupo Caixa Seguros e o Instituto Social Caixa Seguros, a pesquisa ouviu jovens de 18 a 29 anos de 16 unidades da Federação, das cinco regiões (360 da região Sudeste, 300 da região Nordeste e 180 de cada uma das regiões Norte, Sul e Centro-Oeste).

Para a frase “Eu me incomodaria em ter um professor gay ou uma professora lésbica”, apenas 6,54% disseram concordar totalmente, enquanto que 69,7% discordaram totalmente (os outros se dividiram entre concordo e discordo parcialmente e nem concordo, nem discordo).

Para outra, “Eu nunca teria uma amiga lésbica ou um amigo gay”, a situação foi semelhante. Ao todo, 67,72% discordaram totalmente e 7,53% concordaram totalmente.

O apoio aos homossexuais diminui um pouco se estivermos falando da nossa família. Para a afirmação “Eu me incomodaria se descobrisse que meu irmão é gay ou minha irmã é lésbica”, metade (50,33%) disse discordar totalmente. A taxa de quem é contra sobe um tantinho: 14,74%.

Polêmico, o tema da adoção por casais gays também surgiu na pesquisa. O apoio não ultrapassa a metade dos entrevistados como nas questões anteriores, mas é significativo. Para a frase: “Casais homossexuais podem adotar crianças”, 38,16% disseram concordar totalmente e 12,83% apenas parcialmente; 13% não concordam, nem discordam; 21,36% concordam totalmente e 7,37%, parcialmente.

O estudo também tratou de educação sexual e a equidade de gênero. Para conferir toda a pesquisa, clique aqui.

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.