O Amor, Simplesmente – Cap 97

Estavam certas. Já era sexta e elas tinham pouco tempo para organizar tudo. Como tinham aula no sábado de manhã, só poderiam viajar no ônibus das 11, chegariam lá por volta de 14h, almoçariam no shopping e depois iriam direto encontrar com Má e Di. Aliás, só de pensar em encontrar com Di estava deixando Dani um pouco nervosa. Como ela iria lidar com isso? Antes, precisava avisar a Estella.

As aulas depois do intervalo foram as mesmas chatices de sempre e elas estavam com muito sono para prestar qualquer atenção. Dani inclusive fugiu da última aula e dormiu no banheiro mesmo. Tati e Beta nunca tiveram coragem para fazer algo do tipo. O sinal da liberdade tocou e as três finalmente saíram do colégio. Na porta, ficaram conversando com outras meninas antes de seguirem para casa. Pela primeira vez em dias, cada uma iria para a sua casa. Precisavam avisar às mães sobre a viagem repentina para a cidade. Para evitar problemas, Tati já tinha falado com o irmão e elas iriam dormir lá. Não tinha como elas proíbirem.

Dani tinha pouco tempo para fazer muita coisa. Precisava terminar a redação para a aula de Estella, dormir e se preparar para encontrar a professora na casa dela. Chegou em casa, comeu algo e foi direto dormir. Escrever não era problema para ela e os cinco minutos antes de começar a aula no dia seguinte seriam suficientes. O importante agora era dormir e se preparar para encontrar Estella.

– Tudo certo por aqui. E aí?
– Aqui também. É aniversário da Má, então foi mais fácil.
– Ahn?
– Acorda, Dani! Falou com a sua mãe da viagem?
– Falei no telefone, ela disse que tudo bem. Eu estava dormindo.

Tati adorava ligar para as duas ao mesmo tempo, assim quando precisava contar fofocas era bem mais simples. E Tati tinha uma fofoca. Era bem maldosa aliás, mas queria arriscar, apesar de Beta ter deixado claro que era contra.

– Dani, vi sua professora querida.

A simples menção a Estella fez Dani despertar rapidamente.

– Ah é? Viu minha gostosa aonde?
– Já ta chamando de gostosa é? E de minha? – Beta se meteu no assunto para melhorar o clima.
– Ela é gostosa ué, sou justa.
– Enfim, sua gostosa estava recebendo uma menina lá do colégio.
– Eu sei. Ela dá aulas particulares para algumas alunas.

A indiferença de Dani fez Tati se irritar. Queria ter dado um choque de realidade na amiga, mas ela nem ligou. Beta percebeu a frustração da namorada e tentou mudar de assunto falando da viagem de sábado.

– Gente, queria falar com vocês. Querem que eu garanta matinho para o fim de semana e para trazermos?
– Lógico.
– Lógico.

A resposta dupla foi rápida e sem nenhuma dúvida.

– Amores meus, vou tomar um banho que já já vou ver minha professora gostosa, ta?
– Ai ai, Daniela.
– Eu amo quando você me chama assim, Tatiana.

Dani sabia que Tati estava preocupada e insegura com aquele relacionamento, se é que poderia ser chamado assim, com Estella. Mas ela sabia onde estava se metendo. Literalmente.

– Amor, para com isso – Beta e Tati continuaram na linha
– Isso o que?
– Isso de você colocar pilha contra o caso da Dani com a Estella
– Vai dizer que você está do lado delas? Ah, Beta, não acredito.
– Para de ser grossa sem motivos comigo. Eu to conversando com você na boa, amor.
– Então vamos conversar na boa outra hora. Preciso estudar. Beijos.

E sem nem esperar a resposta de Beta, Tati desligou o telefone. Sem entender o que tinha acabado de acontecer, Beta desligou e foi estudar. Era melhor esfriar a cabeça para não piorar a discussão.

Tati deitou em sua cama e ficou olhando para o teto esperando chegar em sua mente a explicação por aquele sentimento chato que estava sentindo. TPM? Inferno astral? Tensão? Não conseguia entender porque o relacionamento de Dani com Estella a incomodava tanto e já se sentia uma pessoa horrível por ter descontado em Beta. Ela precisava decifrar aquela loucura que estava em sua mente. O que era isso, afinal?

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.