O Amor, Simplesmente – Cap 96

Dito e feito. O fato de Estella ter ignorado o atraso do trio saíria bem mais caro no final. Durante a aula, a professora não desgrudou o olhar dos mínimos movimentos delas. Não permitiu que elas abaixassem a cabeça ou denunciassem o sono que sentiam. Sempre eram repreendidas por Estella. Dani conseguia sentir a irritação que emanava de Estella. Já conhecia ela a fundo, ou pelo menos, um pouco melhor do que o resto dos alunos e pôde perceber o tremor na mão enquanto segurava a caneta e o tamborilar dos dedos na mesa enquanto aguardava uma resposta ser dada. Estavam ferradas.

Quando o sinal da liberdade tocou, toda a sala se levantou em direção à porta. Ninguém gostava de ficar mais tempo na sala justo quando poderiam estar no pátio ou em qualquer outro lugar. Todos se levantaram, menos as três amigas. Sem que Estella precisasse falar algo, o trio esperou toda a sala esvaziar e levantou para ir até a mesa da professora que estava sentada fazendo anotações na pauta. Ela sentiu as três se aproximando, mas não falou nada, nem levantou o olhar. Dani até tentou começar a falar, mas foi calada por um gesto bruto de silêncio que Estella fez no ar.

– O que vocês três estão pensando? – Estella falou baixo e pausadamente enquanto olhava fixamente para as três.
– Desculpe, professora. Nós não queríamos chegar atrasadas – Tati respondeu quase chorando
– O atraso é o de menos. Vocês acham que passar a noite fora, bebendo e fumando vai levar vocês a algum lugar nesta vida?

A menção que Estella fez ao cigarro e bebida deixou elas ainda mais tensas. A verdade é que essa professora era diferente. Ela sabia dos truques dos alunos para fugirem de aulas e o que faziam em seu tempo livre. Ela sentia no ar quando as coisas estavam bem erradas.

– Estella, desculpa… – Dani tentou se explicar
– Me chame de professora ou dona Estella, por favor.
– Desculpe, dona Estella, nós estávamos apenas conversando e relaxando um pouco…
– Relaxando? É assim que vocês querem passar no vestibular? Vocês acham que relaxar no início do ano é a melhor solução? Vocês não tem noção do quanto as pessoas estão ralando para roubar a vaga que poderia ser de vocês nas faculdades…

Tati estava com os olhos cheios d’água. As notas dela eram as melhores e o recado de Estella não fazia muito sentido para ninguém ali. As três eram ótimas alunas e tinham muitas chances de passar para os cursos que queriam. A professora sabia disso, mas estava doída e morrendo de ciúmes de Dani e acabou usando da sua posição para descontar isso. Além do mais, considerava que um choque de realidade nunca era demais. Elas iriam sobreviver.

Passou uma redação extra para cada uma, para a manhã seguinte e as dispensou para o intervalo. Ela mesma estava morrendo de fome e precisava comer. Tati e Beta saíram na frente e Dani foi lgo atrás, mas desistiu na porta. Falou para as amigas irem na frente que ela já encontrava com elas. Fechou a porta da sala e voltou em poucos passos para a mesa de Estella. Mas dessa vez não parou na frente, deu a volta e encontrou os lábios desprevenidos da professora. Levou um empurrão quase que imediato.

– Você está maluca, garota?

Dani sorriu. Era isso que ela queria: tirar Estella do sério e fazer ela sair daquela zona de conforto de professora perfeita. Conseguiu com maestria.

– Nem vem, Estella. Sei que você estava doida para me beijar
– Você é muito pretensiosa mesmo, né?
– Olha, desculpa por essa noite. Não achei que você fosse mandar mensagem, por isso não olhei no celular. Mas eu quero te ver mais tarde, ta?

E sem dar tempo para Estella responder, saiu andando para encontrar suas amigas no pátio. Estava morrendo de fome, era a larica funcionando mais uma vez. Estella sentou de novo, esperou a porta da sala fechar e riu pensando “onde é que fui me meter…”. Riu, fechou suas coisas, pegou o celular e carteira e foi comprar seu lanche.

No pátio, o barulho era alto. Estella já era figurinha marcada e ninguém mais ligava por ter uma professora entre eles. Ela sentou na mesa vazia de sempre com seu lanche e com o celular ao lado. Beta e Tati se apoiavam uma na outra tentando segurar o sono enquanto Dani contava o que tinha acabado de fazer levando as duas amigas às gargalhadas. Era engraçado ver Dani atirada desse jeito.

Quase no final, Dani pegou o celular e digitou uma mensagem para Estella. Antes de enviar falou para Tati e Beta ficarem de olho na reação da professora. Queria saber se tinha acertado no tom: Uma professora chata me passou trabalho extra hoje, então só chego na sua casa mais a noite. Mas pode preparar o lençol que hoje eu te pego de jeito. Beijos gostosos na sua boca deliciosa.

Tati e Beta ficaram olhando, meio que de lado, para o rosto de Estella. Viram todas as etapas: ela olhar para o celular, largar a lata de suco, pegar o aparelho, abrir a mensagem, correr os olhos e por final, sorrir. Ainda completou com um movimento de cabeça de quem está tentando tirar da mente as imagens que vêm sem permissão. Elas descreveram o passo a passo para Dani que sorriu triunfante e anunciou para as amigas:

– Amores da minha vida, hoje tem!

As três riram e resolveram aproveitar os últimos minutos do lado de fora. Foram até a mesinha escondida delas e ficaram falando besteiras. Dani comentava detalhes do sexo com Estella o que deixava Tati com péssimas imagens na cabeça ao imaginar sua melhor amiga e sua professora juntas.

O papo estava ótimo, mas o sinal para a volta às aulas tocou e junto com ele o celular de Beta. Era uma mensagem de sua amiga da cidade grande, a Má. Venham no próximo fim de semana. Tem festa e quero vocês aqui. Beta tinha esquecido que era aniversário da sua amiga, mas não poderia estar longe de jeito algum.

Comunicou às outras duas a programação e decidiram que iam. Juntas. Dani falaria com Estella mais tarde. Só por falar mesmo, porque não estavam namorando nem nada. Ou estavam?

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.