O Amor, Simplesmente – Cap 59

tumblr_mlvzooulQN1rwuj4qo1_500

Bento sabia que aquilo iria mudar o rumo da missa e já começou a se preparar. Conduziria de forma diferente hoje. Sabia dos assuntos que rolavam na cidade e queria tentar iluminar um pouco as cabeças mais fechadas.

D. Ana chegou feliz da vida com a filha Tati em suas mãos, Beta e a mãe encontraram com elas na porta da igreja. Houve um momento de tensão no ar quando D. Ana viu a mãe de Beta. Coube a Tati e Beta quebrar o gelo. Se abraçaram como se fossem amigas, sem chamar muita atenção. Mas foi o suficiente para D. Ana começar o assunto.

– Oi. Tudo bem? Primeira vez que vejo vocês aqui.
– Beta me pediu para vir. E realmente acho que estamos precisando de algumas palavras de paz nas nossas vidas.
– Acho que estão no local certo.

Percebia-se que o clima era de tensão e um pouco de inquietação. Mas não durou muito. Dani chegou com a sua mãe e abraçou as duas amigas pelo pescoço de uma forma que só ela sabia fazer. Era o trio mais querido da cidade unido em um momento que só elas entendiam o que aquilo tudo significava.

As três mães se olharam e perceberam que aquele encontro não era uma mera coincidência. Dani e Beta não estavam acostumadas a ir à igreja e Tati nem sempre acompanhava sua mãe na missa. Mas hoje estavam lá e no fundo, todas gostaram daquele encontro. Entraram juntas na igreja e se encaminharam para lugares diferentes.

D. Ana, carola de carteirinha ocupou seu lugar de sempre na segunda fileira dos bancos. Tati ao seu lado e D. Carmela, que havia sido a primeira a chega na sua frente. Não se falaram, na verdade fingiram que não se viram. Tati teve vontade de cuspir no cabelo de D. Carmela quando foi sentar, mas preferiu deixar o castigo dela para a vida.

Beta, Dani e suas mães sentaram no final da igreja, afinal de contas não eram frequentadoras assíduas. Rolou um pequeno ciúmes de Tati ao ver as duas sentadas lado a lado lá atrás, mas tudo passou quando o celular vibrou com uma mensagem de Beta: “to aqui atrás tomando conta de você. Te amo.”

Para não dar espaço para os problemas, Bento não atrasou o horário. 9:30 em ponto começou a missa. Foi igual a todos os outros domingos. Até a hora que o padre Bento saiu de seu pequeno espaço, caminhou com o microfone na mão até a porta da igreja e abriu, deixando as luzes do dia entrar, cegando temporariamente a todos. Era a hora da Homilia e Bento queria fazer a parte dele no mundo.

“Vejam que obra maravilhosa Deus nos deu. Ele é perfeito não é? Cria coisas que parece, a olhos leigos, absurdas. Mas que são maravilhosas. Mas a obra mais perfeita de Deus, nós não podemos ver! É aquilo que move o ser humano, que nos faz ter vontade de levantar da cama todos os dias, é o que nos faz seguir em frente na nossa vida. A obra mais perfeita do Senhor está dentro de cada um nós. A perfeição máxima do Senhor é o amor. O amor que nos movimenta todos os minutos da vida. O amor que nos faz sorrir. O amor que nos dá forças e coragem para seguir em frente. E esse amor. Esse amor não vê cara, não vê cor, não vê classe social. Não vê sexo.”

E nessa frase o ar ficou suspenso em toda a igreja. Bento sorriu sentindo o efeito que havia causado. Tati, Dani e Beta se olhavam sem entender muito do que estava acontecendo. D. Carmela se remexia sem parar em seu local de praxe. Estava incomodada demais. Não podia concordar com tudo aquilo. Mas não discutiria com o padre Bento. Era o preferido dele naquela paróquia.

D. Ana sentiu a indireta e lágrimas se formaram nos olhos dela. Um sorriso se abriu sem que ela quisesse. Tati foi a única que reparou. Bento continuou.

“O amor é o maior bem que temos de Deus. Amai-vos uns aos outros. Esse é o maior ensinamento e a maior herança que Deus deixou para todos nós.”

E assim, as portas foram fechadas, Bento continuou a missa e todos saíram da igreja naquele domingo com a certeza de que corações foram tocados e vidas modificadas. E o nosso trio? Saiu dali junto, direto para um passeio das três na praia.

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.