O Amor, Simplesmente – Cap 104

As aulas particulares da semana rendiam tardes de muito amor e carinho entre Dani e Estella e às vezes esticavam para uma noite a duas, que para a mãe de Dani eram sempre passadas na casa de Tati ou Beta. Foi a primeira semana desde que Beta chegou que as três não se viram fora as aulas do colégio e Tati não estava gostando nem um pouco dessa situação. Estava decretado, o fim de semana seria delas.

Praia e nós no fim de semana e sem desculpas dessa vez.

Dani riu quando viu a mensagem da amiga e já se preparava para responder quando foi interrompida pelo abraço de Estella por trás.

– Então quer dizer que você já tem programação para o fim de semana? – Estella perguntou enquanto lia a mensagem.
– Preciso sair com elas. Esta semana fiquei aqui todos os dias.
– E o que vocês vão fazer?
– Nosso programa de sempre: álcool, praia e um baseado para relaxar… – Dani falou com naturalidade
– Vocês acham legal isso? – Estella mudou a voz chegando a ser um pouco ríspida.
– Legal? O que? Ter alguns momentos com as minhas melhores amigas? Eu acho ótimo! – Dani respondeu quase no mesmo tom.
– Mas precisa levar drogas?
– Você tá falando do cigarro de maconha? HAHAHAHA! É um baseado pequeno que dividimos a noite inteira por três.
– Mas isso é crime. É ilegal.
– E você nunca fez nada ilegal?
– Não mesmo.
– Ah é? Você nunca dirigiu sem cinto? Nunca fez uma curva sem acender a seta? Nunca usou identidade falsa para pagar meia no cinema? Quanta hipocrisia, professora Estella….

A verdade é que Estella nunca tinha feito nada dessas coisas, mas entendeu e até concordo com o ponto de vista de Dani. E era impossível para ela resistir àquela menina tão menina mas tão mulher. Riu, a abraçou e desistiu da discussão.

– Você não se importa de sair com outro casal? – Estella mudou radicalmente de assunto
– Elas não são um casal para mim. São as minhas melhores amigas, só isso.
– E se eu quisesse ir junto?
– E você quer sair com três pirralhas?
– Enquanto uma delas for a minha namorada e as outras duas, suas melhores amigas, quero sim.
– Fazemos o seguinte: eu passo a noite com elas na nossa programação e você encontra com a gente no domingo, rola?
– E vamos nos encontrar aonde? Acho que não posso ser vista com vocês…. – Estella soltou a cintura de sua menina e se apoio no armário da cozinha.
– Está com vontade de dirigir?
– Qual o plano?
– Já te conto. Espera um minuto.

Dani correu para o celular, foi até o quarto de Estella enquanto a professora servia um pouco de vinho para si e bebia de uma vez só. Dani estava na água, pois hoje iria para a casa e não faria sentido chegar com cheiro de bebida depois de uma aula particular. Ligou para Beta e Tati ao mesmo tempo. Tinha planos.

– Ué? Já cansou da professora? – Tati estava com bastante ciúmes
– Eu amo quando você fica ciumenta assim, amiga. – Dani não perdeu a chance de brincar
– E eu amo quando vocês se amam assim – Beta entrou na brincadeira também.
– Tenho um plano para o fim de semana – Dani continuou.
– Se você desmarcar com a gente, te mato! – Beta interrompeu logo.
– Calma, gente! Seguinte: Estella quer sair com a gente, pensei em passar a noite com vocês e no domingo irmos almoçar na cidade. Estella dirige, que tal?

O silêncio do outro lado da linha mostrava que as duas estavam pensando sobre o assunto. Ainda era um pouco difícil imaginar Estella como uma amiga e não como professora. Beta foi a primeira a se manifestar:

– Acho que por mim, tudo bem. Ela é sua namorada agora.
– Amiga? O que você acha? – mesmo sem falar nomes, todo mundo sabia que Dani estava falando com Tati
– Ela vai ter que me aturar suja de praia, bêbada e de larica. Se ela ainda te namorar depois disso, é pra casar!

A gargalhada foi geral. A enorme fome e a chatice que Tati ficava depois de beber, fumar e não comer era assunto entre elas.

– Bom, obrigada por vocês serem perfeitas. Vou falar com a Estella, avisem as mães – Dani decretou, mandou beijo e desligou a ligação.

– Posso saber o que vocês estão tramando? – Estella falou enquanto Dani voltava para a sala e a encontrava no sofá.

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.