O Amor, simplesmente – Cap 103

A vida real batia na porta. Dani acordou primeiro e viu quando Estella despertou e sorriu sem nem mesmo abrir os olhos.

– De que você está sorrindo tão cedo?
– Tive um sonho bom…
– Posso saber qual é?
– Sonhei que uma menina me pedia em namoro…
– Nossa, mas que absurdo isso. Como assim você sonha com estas coisas comigo aqui do lado?

A brincadeira logo cedo fez o mau humor, derivado do horário do despertador, evaporar. Dani e Estella aproveitaram alguns minutos na cama, seguiram para um banho juntas, se arrumaram e saíram. No caminho em direção à escola, combinaram onde a menina ficaria para que ninguém visse as duas juntas.

Com a carona pela metade, Dani aproveitou para avisar Tati e Beta que matariam o primeiro tempo de aula. O outro casal não entendeu nada já que a primeira aula era justamente a de Estella. Tati ainda quis relutar, mas Beta a convenceu a fazer o que a amiga estava pedindo. Era bom começar a semana com o pé direito.

– Demoraram hein! – Dani estava sentada na mesa de sempre, no canto do pátio enquanto Tati e Beta chegavam com o café para todas.
– Sua namorada deixou a gente matar aula? – Foi o bom dia de Tati enquanto beijava a bochecha da amiga.
– Adoro quando você acorda de bom humor, Tati
– Conte-nos tudo, agora mesmo.
– Vamos andar para o nosso lugar secreto?

As três então deixaram a mesa de sempre e contornaram o pátio pelo lado de fora até chegarem na piscina que ficava bem atrás da escola. Lá, elas continuaram caminhando pela borda até sentarem debaixo da marquises da arquibancada. Era impossível encontra-las ali e ninguém sabia que elas usavam aquele espaço tão longe para reuniões importantíssimas para fofocar.

– Agora desembucha – Beta estava extremamente curiosa e animada
– Bom, conversamos ontem, contei da Di…
– Que coragem, hein amiga – Tati interrompeu
– Não entrei em detalhes, mas deixei claro o que aconteceu. Aí ela falou que estava apaixonada por mim e que não importa o que eu fizesse ela já era minha e estava completamente entregue.
– Espera aí. Só eu estou achando completamente estranho ouvir você falar tudo isso de uma professora nossa?

As três riram com o comentário de Tati, mas era verdade. Para as outras duas, era muito estranho imaginar Dani com Estella. Ainda mais, que elas só conheciam a Estella como professora: séria, rabugenta e chata.

– Amigas, eu estou muito feliz – Dani falou enquanto abaixava a cabeça, bebia mais um gole de café e sorria
– E nós estamos muito felizes por você, mas também preocupadas – Beta finalmente tinha acordado depois de quase acabar com o seu café.
– Eu sei. Nós estamos tomando muito cuidado com tudo. Só faltam alguns meses, não é? Vai dar tudo certo.
– Eu te amo desde que você era uma criança chata e feia. Vai dar tudo certo. Não se preocupe. Nós estamos aqui para o que der e vier – Tati surpreendeu a amiga com o seu apoio incondicional.
– Então vamos comemorar?

Dani tirou da bolsa o finalzinho de um baseado que tinha sobrado do fim de semana. Beta e Tati riram, ascenderam e comemoraram em grande estilo a novidade. A onda não foi muita, afinal de contas, o baseado era pequeno e foi dividido. Mas foi o suficiente para elas trocarem algumas frases sem sentido e quase perderem o horário para o segundo tempo de aula.

Lá na sala de aula, Estella procurava pelas três em suas cadeiras de sempre e como viu sua menina, atual namorada, entrando por la, sabia que o trio tinha matado aula dentro do colégio. Por um momento, imaginou que Dani estava contando para as amigas o que tinha acontecido. Ia deixar passar a escapada, daria uma chamada verbal nas três na próxima aula, mas nada mais do que isso. Sua felicidade não permitia que ela as colocasse de castigo.

A semana começava com o pé direito para todo mundo.

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.