Namoro, rotina, brigas e afins

Eu, sinceramente, acho que quem namora tem que receber salário e parar de trabalhar porque namorar, já é um puta emprego e dá um mega trabalho. Mas posso dizer? Nenhum salário do mundo pagaria um sorriso ao amanhecer, um beijo de boa noite ou uma declaração na quarta feira à noite.

Posso parecer piegas, clichê e bem romântica e vocês estão certíssimas! Mas nem sempre é esse mar de rosas e é aí que o bicho pega.

Vou confessar uma coisinha sobre a Mari: eu tenho uma namorada, maravilhosa, que está comigo há 3 anos e me faz a mulher mais feliz do mundo todos os dias, só tem um pequeno detalhe. Nós trabalhamos juntas. Exatamente, nos vemos todos os dias em um ambiente profissional. Todos lá sabem que somos um casal, mas não é por isso que podemos agir como tal durante o dia. Profissionalismo em primeiro lugar.

Vocês podem achar que nós temos a vida dos sonhos: trabalhamos juntas, assumidas, tudo lindo, sem saudades e tal…mas, nem sempre é assim.

A rotina cansa, enlouquece e te distrai. Quando se trabalha com as mesmas pessoas, parece que o aqueles a sua volta são sua família. Você os conhece rápido demais, já sabe os dias de bom e mau humor e até já conhece todas as roupas. São 5 dias por semana, pelo menos 6 horas por dia.

Quando se trabalha com quem se namora a rotina profissional (aquela meio chata e irritante) passa a ser a rotina do casal. Aí você me pergunta: mas quem é casado se vê todo dia. Não é a mesma coisa? E eu te respondo facilmente: Não! 

As rotinas são diferentes, a rotina de um casal é de escolha deles, no trabalho nem sempre é assim, quando o dia não foi bom e você quer conversar com alguém, você conversa com alguém que também não teve um dia bom pelo mesmo motivo que o seu. Viram como é difícil?

Mas e aí? Como lidar? Ou é melhor não lidar?

Sinceramente? Ainda aprendo todos os dias as melhores maneiras de agir, mas algumas coisas eu já sei. Um casal que tem exatamente a mesma rotina tem que exercitar mais do que qualquer outro o poder de conversar. As palavras são suas melhores amigas, elas devem ser sua principal ligação com a pessoa.

A rotina te pega e te sufoca sem que você perceba e quando o namoro parecer chato e a pessoa estiver distante, parecendo um amigo de trabalho, é a hora de sentar, comer uma comida gostosa, abrir um vinho e colocar tudo em pratos limpos. Pergunte o que ela está pensando, pergunte se ela está sentindo o mesmo que você, pergunte tudo o tempo todo.

Na verdade, isso vale para todos os casais, não só os que trabalham juntos. A rotina, o dia a dia é muito difícil e os casais têm muitas dificuldades para recuperar um relacionamento que se afunda na rotina. Entendam: todos irão cair na rotina. Mas é sua escolha deixar que a rotina te domine. Converse, fale, escute, discuta, argumente, reflita, tente. Um namoro não acontece simplesmente. Ele tem que ser cultivado dia após dia. E assim se torna uma vida.

Outra coisa importante – não só para quem trabalha junto – é sair da rotina. No final de semana viajem para o litoral (ou para a serra). Visitem lugares novos, museus, vejam filmes diferentes, vão ao cinema e saiam para jantar depois. Se tiverem amigos de outro lugar, saiam com eles.

E, principalmente, evitem ao máximo conversar sobre o trabalho fora dele.

Pode parecer bem difícil, mas quando se quer, as situações mais complicadas podem dar certo no final. Não é a toa que fizemos 3 anos de namoro e 3 anos trabalhando juntas.

Ps: Vocês todas estarão convidadas para o nosso casamento. <3

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Este post tem 2 comentários

  1. Lindsay Somekawa

    Meu deus, que fofura!!

    1. Grupo HPM

      Obrigada! <3

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.