Mundo, doce mundo – Futuro

Hoje, temos mais um dia de autoras convidadas. Lu, é com você…

Andei pelos vários caminhos do meu pensamento e me deparei com questões com poucas, ou nenhuma resposta. Questões essas que tiram o meu sono e minha sanidade nas longas madrugadas. Mais especificamente aquelas frias e vazias.

Pensei naquelas pessoas que se foram… Elas nunca mais terão chances de voltar e mudar algo que julgou errado, que não gostou ou que poderiam ter feito melhor. Simplesmente se foram! Se pudessem, tenho a total certeza que mudariam muitas coisas.

Penso nos que estão aqui. Apesar de ainda saberem amar, sao solitários, egoístas, grosseiros. Vivendo uma vida de disputa ao invés de companheirismo, inveja ao invés de incentivo e conformismo, quando se deveria ter atitude.

O que esperamos da vida? Que algum dia, no futuro, as coisas melhorem?! … Tudo bem, todo mundo tem seu tempo e etc., mas esse tempo passa e quando nos damos conta, as coisas acabam.
Vivemos em um mundo triste, onde todos falam a língua do “Eu” e esquecem que o “Nós” é que faz o amanha. O individuo morre, mas a sociedade continua. Entao por que nao nos preocuparmos com os que habitarao o amanha? Por que nao realizar o sonho de um mundo melhor? Se nao fizerem pelos “outros”, façam por seus filhos, netos, filho dos seus amigos, netos dos seus amigos. Pois da mesma forma que os que se foram gostariam que a vida tivesse sido melhor, nós, os próximos e os próximos dos próximos tambem desejarao uma vida mais feliz e desprendida de coisas negativas!

Mas como quebrar esse ciclo vicioso e construir hoje o nosso amanha melhor?

Essas e outras perguntas que me cercam pela madrugada, levando embora meu sono e meu descanso…

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.