Filme “Pride” leva a Queer Palm em Cannes

O filme inglês Pride, dirigido por Matthew Warchus, acaba de receber a Queer Palm no Festival de Cannes.

A Queer Palm foi criada em 2010 em Cannes, com o objetivo de premiar o melhor filme com temáticas LGBT. No ano passado, quem levou foi Um Estranho no Lago, de Alain Guiraudie – e coincidentemente a Palma de Ouro, prêmio máximo do Festival, também foi para uma produção gay: Azul é a Cor Mais Quente, de Abdellatif Kechiche.

Pride narra os fatos vividos pela militância gay inglesa em 1984. O momento era de crise no setor dos mineradores, que duelavam contra a primeira-ministra Margaret Thatcher, e durante a Parada Gay de Londres um grupo de ativistas decide arrecadar dinheiro para as famílias dos mineradores.

O júri da Queer Palm foi presidido pelo cineasta canadense Bruce LaBruce e contou com os votos de João Ferreira, Charlotte Lipinska, Anna Margarita Albelo e do brasileiro Ricky Mastro, realizador de diversos curta-metragens de temática LGBT.

A Queer Palm é uma versão do Teddy Bear, prêmio que desde 1987 consagra o melhor filme LGBT do Festival de Berlim.

Captura de Tela 2014-05-27 às 18.51.10

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.