Como o Brasil pensa, afinal? Os brasileiros aprovam o casamento gay?

Eu fico pensando em certas coisas que as pessoas dizem por aí. Ouvi tantos comentários depois do beijo do Félix e Niko de que o Brasil não estava pronto para algo como o casamento gay ou a relação homossexual.

Inclusive, vimos a reportagem do iGay que colocou casais homossexuais se beijando na rua e vimos as reações hostis das pessoas. Parece que nada mudou e tudo continua igual, não é? Parece que é mais fácil se isolar nesse mundo virtual onde tudo parece normal e amar é tudo igual.

Mas aí, eu vi uma enquete rolando hoje no site da câmara. A pergunta dizia o seguinte: Você concorda com a definição de família como núcleo formado a partir da união entre homem e mulher, prevista no projeto que cria o Estatuto da Família?

Ou seja, a enquete queria saber se você acredita que seja possível uma família ser formada por dois homens, duas mulheres, um homem e um filho, uma mulher e seu filho…e por aí vai. Qualquer outra formação que não seja somente o homem + mulher.

Quando vi a origem da pergunta – o site da Câmara – fiquei tensa. Pensei logo nos fundamentalistas religiosos inundando a enquete dizendo que família é só homem e mulher e pronto. Entrei já com medo e para minha deliciosa surpresa, eu estava errada.

Aí me pego pensando: da onde vem essa história de que o público não está pronto? Ou será que caímos no papo de uma minoria que é contra mas que faz um barulho danado? A real impressão que tenho é que para a grande maioria dos brasileiros, o importante é que o povo esteja feliz e não mexa com o dele e na real para quem o outro dá (para ser bem clara) não importa muito.

Será que realmente importa tanto assim para as pessoas se o coleguinha ao lado é gay ou não? E sinceramente? Esse seria o mundo perfeito. Onde a nossa sexualidade fosse o menor dos problemas – na verdade, não fosse um problema – e onde o nosso casamento dissesse respeito apenas a nós mesmos. Será que atingiremos essa utopia algum dia?

Olha, não to falando que a homofobia não existe e que o mundo real é perfeito, mas sinto, de verdade, uma mudança de rumo da sociedade que acaba sendo ofuscada pelo enorme barulho de uma minoria homofóbica e preconceituosa.

Screen Shot 2014-02-13 at 12.36.08 AM

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.