Como “O Amor, Simplesmente” mudou a vida de alguém

Como “O Amor, Simplesmente” mudou a vida de alguém

Sonhos serão para sempre sonhos até o momento que os colocamos como objetivos e começamos a buscá-los. E foi isso que fiz, com um pequeno empurrão da minha namorada, que um dia virou pra mim e disse “você não quer escrever? Então comece a escrever!” e assim eu criei um blog chamado Histórias para meninas no dia 25 de maio de 2012.

Lá eu comecei a colocar algumas notícias sobre o mundo LGBT que eu encontrava por aí e para a minha maior alegria, comecei a criar uma história em capítulos. Não existia um dia fixo para eu postar, ou uma quantidade certa de posts por semana. Era tudo meio bagunçado. Quando eu tinha inspiração, escrevia, quando não tinha, não escrevia. Aos poucos a história dessas três amigas acabou conquistando algumas fãs, até me levar ao Parada Colorida, que eu escrevia todo domingo.

Aí os sonhos começaram a evoluir junto com o meu pequeno blog. As coisas cresceram e hoje temos um portal, o GrupoHPM, e estamos atingindo o capítulo 100 da primeira história de todas.

Eu devo à Beta, Tati e Dani o sucesso que o HPM faz hoje. Foi por causa delas e da boa receptividade que elas tiveram na internet, que me levaram a sonhar ainda mais e escrever cada vez mais e melhor para que as leitoras gostassem dos capítulos ainda mais do que tinham gostado do interior.

Todas as quartas, quando atraso um pouco a postagem do capítulo, recebo mensagens perguntando cadê a história do dia e é esse carinho que me faz ter vontade de escrever mais e melhor para vocês. Hoje, o capítulo 100, é um marco pra mim. Até porque, nunca imaginei chegar neste ponto. Mas simplesmente, não consigo parar de escrever as histórias loucas dessas três amigas.

Espero que vocês continuem as amando que nem eu as amo. E vamos rumo aos 200!

Mari Veiga

Autora, escritora, um pouco louca e uma mente hiperativa que acha que pode mudar o mundo com suas palavras.

Comente! ;)