Como o amor mudou o mundo

O ano era 2025. O mundo tinha uma nova divisão. Poucos sobreviventes conheceram o antes e o depois. Entre eles os causadores de toda aquela situação. Era 2015. A briga pelo mundo por todo e qualquer motivo permanecia. Nos países mais desenvolvidos envolvia disputa pela água, petróleo e a luta das minorias pelo seu reconhecimento. Nos países orientais, a briga ainda acontecia em torno da religião.

Existia um casal em um lugar que esta destinado a mudar o mundo. Julia e Maria moravam no Brasil. Rio de Janeiro. Cidade de todos, onde os turistas se soltavam e o mundo parecia perfeito. Namoravam há alguns meses, quase ano, as famílias sabiam e tudo estava correndo bem. Até que o pastor de uma igreja que ficava perto da casa de Maria descobriu o relacionamento e tanto infernizou a vida das meninas que elas juntaram o pouco dinheiro que tinham e fugiram para os Estados Unidos da América.

País grande com gente desenvolvida e que prometia uma vida nova. Chegaram procurando emprego, moradia e uma forma de ganhar dinheiro. Moravam em um bairro pobre, mas foram bem acolhidas.
Ninguém sabia, mas Maria sentia falta da religião que frequentava no Brasil e junto com Julia começou a ler o livro de palavras sagradas todas as terças a noite em casa. Comentaram com alguns outros brasileiros que conheceram e aos poucos na terça feira fazia fila na porta das meninas.

Uma reuniao, feita por um casal de brasileiras que foram sobreviver nos Estados Unidos porque a mesma fé que pregavam lá as expulsou daqui. O mundo parecia de cabeça pra baixo e as coisas não faziam mais sentido. Julia e Maria também não entendiam.

Tanto foi o sucesso da reuniao que faziam que logo logo precisaram mudar de lugar. Era uma casinha no final da rua. Que em pouco tempo se transformou em uma casa enorme, de portas abertas a todos que queria entrar, participar da reuniao, ler o livro ou simplesmente conversar e sonhar.

As duas rodaram o país norte americano espalhando seu amor por todos os cantos. Apareceram na tv, mandaram um pouquinho de dinheiro para suas famílias no Brasil. Falaram da intolerancia do pastor da rua de Maria. Falaram para o mundo como era amar sem julgar, como era o amor puro que tanto estava escrito no livro, era mais simples do que as pessoas acreditavam ser. Falaram para o mundo sobre o amor. Seja ele qual for.

Os países em guerras religiosas assistiram aquelas duas meninas falando na tv. Muitos jogaram pedras nas telas, mas outros tantos corações foram tocados por aqueles sorrisos e palavras bonitas. O mundo não aguentava mais sofrer com guerras e brigas diferentes, os jovens tinham corações moles e queriam mais amor para seguir em frente. Decidiram transformar Julia e Maria em pessoas santificadas. Não pela ausência de pecados, mas pelo excesso de amor.

Do mundo inteiro haviam excursões para conhecer as meninas naquela casa que elas faziam as reunioes no bairro pobre dos Estados Unidos. Elas nunca saíram de lá. E de lá também viram uma última guerra começar. Só existiam dois lados nesse momento. O lado do amor e o lado do ódio. O lado do amor, não quis pegar em armas. O lado do ódio tinha tanta munição que muitas vezes se matavam sem perceber.

O amor não ganhou com palavras apenas, foram para a luta e alguns até morreram nela. Mas a motivação do amor era muito maior, a vontade de acabar com tudo isso, a vontade de viver em paz os fez vencer e até trazer para si, alguns líderes do ódio.

E em 2025 o mundo não tinha mais divisões, apenas fronteiras amigáveis e acordos honestos. Todos se ajudavam, o amor prevalecia. E Maria e Julia? Continuavam morando no seu pequeno apartamento no bairro pobre. Com a certeza de que o amor que tinham, mudara o mundo.

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.