Cap 40 – Uma semente plantada

tumblr_mf77xvZgob1rwuj4qo1_500Com elas era assim, todas sabiam de tudo. Só agora que Tati guardava para si um sentimento novo e amargo. Ia ficar para depois. Sentou mais próximo de Beta e continuou enquanto o sol se escondia e a noite já voltava. Beta e Tati estavam bem próximas enquanto Dani de frente contava as confusões todas que tinha passado depois de Jaque. Tati riu com a amiga e por alguns momentos esqueceu as suas próprias confusões. Estar com elas era uma coisa especial e nada ia mudar isso afinal. Deixou o fim do dia acontecer. Era férias, estava quente e a praça ficava cheia até o final do dia, já com a noite bem escura.

O celular de Tati tocou, era sua mãe. Ela sabia que Beta estava por perto e queria saber onde a filha estava. Tati falou com a maior naturalidade possível que estava na praça com as duas, e pelo visto sua mãe estava de bom humor, porque apenas a lembrou que tinha comida para ela no forno e que ela não viesse tarde. Cidade pequena ninguém se preocupava com os filhos na rua até tarde, até porque a praça onde ela estava era bem do lado de casa, então estava tudo bem.

O papo ia muito bem, mas a mãe de Dani precisava dela em casa. Na família de Dani todos tinham responsabilidades do dia a dia e ela precisava arrumar seu quarto e separar as roupas sujas. Dani entendia e gostava disso em sua família, fazia ela ser diferente e mais responsável, o que era bom também! Dani se despediu de Tati com um abraço bem apertado e um beijo no rosto, como sempre. Na hora de Beta a puxou, abraçou-a bem apertado, sussurou algumas palavras em seu ouvido e deu um beijo em seu rosto, perto do pescoço. Tati não conseguiu encarar, e abaixou a cabeça com os olhos cheios de água. O que era aquilo, afinal? Aquilo que crescia dentro dela e não tinha controle mais.

Dani foi embora e Beta e Tati continuaram uma ao lado da outra. Estavam com os corpos apoiados e encostados, mas sem nenhum contato mais íntimo, apenas corpos se encostando.

– O que houve? – Beta percebeu a namorada calada demais para o normal.
– Não é nada, eu acho.
– Você está calada, distante e não estamos aproveitando alguns minutos de paz que estamos tendo. Definitivamente, não está tudo bem! Conversa comigo!
– Não quero… – A voz de Tati foi diminuindo assim como seu corpo que foi aos poucos se encolhendo.
– Tita, se nós não conversarmos as coisas não vão dar certo! Por favor, eu preciso que você confie em mim e converse comigo! – Beta estava ficando nervosa. Na mesma hora começou a lembrar de alguns fatos passados de antigos relacionamentos. Não ia desistir de Tati tão rápido.
– Calma! É uma enorme besteira, mas eu vou falar!
– Você tá me assustando….
– Eu senti uma coisa estranha….
– Fui eu? Foi no sexo? Te machuquei?
– Calma! Deixa eu falar, não me interrompe!
– Desculpa! Pode falar!
– Eu cheguei e vi voce e a Dani super abraçadas e agora na hora de ir embora, o que ela falou pra voce? E porque ela te abraçou daquele jeito? Porque aquele beijo dela no seu pescoço? O que está acontecendo? Aconteceu algo que eu não sei? Vocês passaram o dia todo aqui mesmo? O que voces falaram durante o dia?

As palavras saíam sem parar da boca de Tati, os pensamentos se verbalizaram sem que ela tivesse algum controle e as perguntas foram aos poucos formando um rápido cenário na mente de Beta, que rapidamente olhou em volta procurando alguém, a praça finalmente estava vazia. Assim como Tati fez no shopping, Beta pegou o rosto de Tati com as duas mãos e a interrompeu com um rápido beijo nos lábios.

– Calma! – sussurrou perto da boca de Tati que puxou o ar que a faltava e relaxou o corpo quando sentiu as mãos de Beta a tocando. Beta continuou falando, agora era a vez dela.
– A Dani estava mal hoje, confusa com toda a questão de ter ficado com uma menina e tal. Ela te ligou para sair e conversar com você, afinal de contas, você é a melhor amiga dela. Mas você não podia, e aí ela me ligou, precisava desabafar. Eu conversei com ela e tranquilizei ela. Foi só isso. Ela é minha amiga e você a minha namorada linda e ciumenta que fica ainda mais bonita com essa cara de preocupação.

As duas sorriram e Tati levantou os olhos para encontrar os de Beta que brilhavam apaixonados para ela. Como ela conseguia com algumas poucas palavras fazer o coração dela bater tão mais calmo?

– Desculpa! Acho que exagerei no ciúmes né?
– Não tem problema não! Só quero que você me fale, sempre que sentir algo de diferente tá?
– Então tem outra coisa que precisamos conversar!

Beta ficou preocupada e tensa e tirou o sorriso que mantia nos lábios. Enquanto isso, Tati a puxou pela gola da blusa e sussurou algo em seu ouvido seguido de uma lambida no lóbulo da orelha. O sorriso de Beta voltou com uma malícia especial. As duas saíram de mãos dadas andando pelas sombras. Seguiram em direção a casa de Beta.

Entraram pela porta detrás, que dava na garagem. Ali tinha um pequeno quarto com uns dois colchões velhos e roupas antigas da mãe de Beta. Elas tinham feito daquele quartinho um esconderijo para quando queriam ficar juntas, escondidas. E hoje elas queriam, não exatamente ficar juntas, mas fazerem tudo que estavam com vontade. Com a certeza de que ninguém as incomodaria ali e apenas com a necessidade de voltar para casa depois, Tati mal entrou no quarto e já tirou a blusa e o short ficando apenas de calcinha e soutien antes que Beta pudesse pensar em alguma coisa.

– Isso tudo é pra mim? – Beta falou enquanto puxou Tati pela cintura já com as mãos no meio das coxas da namorada.
– Pode usar e abusar, é tudo seu!

E as duas fizeram as pazes no melhor estilo. Afinal de contas, sexo é a melhor maneira de fazer as pazes em qualquer situação.

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Este post tem 4 comentários

  1. Sta. Ana R. D'Cássia

    Oh reconciliação… Aiai…
    Seria perfeito se fosse assim com todas as pessoas… Quero dizer ‘comigo’…
    Nesta história não existe ‘umas reconciliações’…
    Existe ‘as reconciliações’…
    Que Capitulo perfeitinho…
    Quando tem mais ?!
    Bjs…

  2. Patricia

    Gente kd o proximo capitulo?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.