Cap 34 – Matando as saudades – parte 1

Já faziam muitos dias que Tati e Beta só se viam de longe, quando se cruzavam pela cidade e só se falavam por telefone, mensagem e as vezes algumas cartinhas que Dani se encarregava em levar de uma para a outra. O fim de semana estava chegando e as tres estavam armando algum plano para poderem se ver e terem uma noite daquelas que não tinham a muito tempo! E aí veio a luz. A maconha delas tinha acabado! Precisavam repor o estoque, tipo um pouquinho para durar quase uns 6 meses. Mas precisavam reaver o estoque!

Conseguiram inventar uma historia mirabolante e convenceram as respectivas mães de irem para a cidade grande mais próxima no sábado. O plano era simples, sair no inicio da tarde, passar a noite e voltar no final da tarde de domingo! Iam ficar no apartamento do irmão de Tati e isso deixava D. Ana um pouco mais tranquila, achava que o irmão iria tomar conta, mas o combinado é de que só iriam para o ap dele se necessário, ou no domingo de manhã. Beta, já tinha programado uma festa para irem no sábado a noite, afinal de contas ela queria matar as saudades da época de cidade grande. E dessa vez com sua menina ao lado. Era um sono se realizando!

Sábado chegou, as pequenas malas/mochilas foram arrumadas, reuniram um dinheirinho para conseguirem comprar o estoque necessário de maconha e partiram. Pegaram um ônibus as 13:25 em direção a cidade! Chegariam lá, por volta de 14:40, no máximo, 15:00. Assim foi dito, assim aconteceu, eram 14:55 quando desembarcaram na rodoviária gigante da cidade. Beta estava com saudade daquele ar de cidade grande, era apaixonada por essa correria e essa vida agitada. Dani, por mais que não fosse nunca lá, estava acostumada a não se encaixar nos lugares, achava até divertido isso! E Tati, parecia uma criança com brilho nos olhos. De mãos dadas e bem apertadas a sua namorada. Estava ansiosa por esse fim de semana. E antes que ficasse tarde, seguiram para fora da rodoviária, precisavam resolver a primeira pendencia, o estoque!

O vendedor era um conhecido de Beta e ela ligou para ele para marcarem o local da troca. Era em um shopping movimentado, no lugar de sempre! Não seria a primeira vez que ela faria isso. Ela só não falou para as meninas que esse comprador também era um ex peguete dela, e esqueceu de avisar a ele que estava com sua namorada. Foram encontrar com ele, super animadas! Já estavam no local combinado, realmente era movimentado! E ele tinha um método infalível! Saquinho do McDonalds! Era até engraçado! Mas dava certo, então, podia ser engraçado!

As três estavam animadas planejando a noite, quando Beta viu de longe o Dinho descer as escadas rolante com a embalagem na mão, como se fosse o lanche delas! Ele veio todo sorrisos, era lindo na verdade. Loirinho, mas de cabelo raspado, moreno de praia, já que era a única coisa que ele fazia, olhos claros e aquele rosto bem delineado com uma pequena barba por fazer. Uma visão e tanto. E ele veio, direto na direção de Beta que apenas sorria por reencontrar um amigo. Só que esse amigo queria mais, chegando bem próximo, antes de falar qualquer coisa partiu para beijar Beta. Avançou o corpo em direção ao de Beta tirando Tati e Dani do caminho. Beta, ao menos já esperava e desviou. Não foi o suficiente, quando olhou para Tati, ela já estava com o olhar mais irritado possível, puxando Dani e se afastando rapidamente. Ela ainda chamou a namorada para tentar explicar enquanto empurrava Dinho, não deu certo, elas duas se foram.

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.