Cap 33 – Um passo de cada vez

20130109-203734.jpg
Subiu correndo as escadas para o quarto e correu para o celular, mandou uma mensagem para Beta, mesmo sabendo que ela estava ainda dormindo na casa de Dani.

“Precisamos conversar amor! Me avisa quando acordar.”

Tati estava doida para contar a novidade para sua menina, mas tinha que esperar ela acordar e dada a movimentação que tiveram essa manha, isso nao ia acontecer tao cedo. Entao, Tati resolveu dormir tambem, estava acabada, por mais que estivesse feliz! Foi sonhar com Beta!

Ja passavam das 11 quando lá longe Tati escutou seu celular vibrar na cama, lá do outro lado. Se arrastou abrindo muito pouco os olhos e viu 8 mensagens e 9 ligações perdidas. Achou estranho aquilo tudo, algo estava muito errado! Todas as mensagens e ligações eram de Beta e Tati acordou em um pulo achando que algo tinha acontecido. Sentou na cama e puxou o aparelho pra perto, começou pelas mensagens.
“O que aconteceu? O que precisamos conversar” “Amor, me responde, o que houve?” “Tati, me atende! To ficando preocupada!”

E por ai vai o desespero de Beta! Tati riu, mas ai lembrou da mensagem que tinha mandado e entendeu o problema todo. Riu sozinha enquanto ligava para desfazer o mal entendido.

– Finalmente! O que houve
– Não houve nada, é ate uma boa noticia!
– Nossa, eu tava quase batendo ai pra saber o que era, quase infartei quando li a mensagem de manha!
– Caaaalma, senão eu nao te conto a noticia boa!
– Agora estou calma amoor! Pode contar ja!

As duas riram, mas Tati estava doida para contar e Beta doida para saber!
– Quando cheguei hoje minha mae me falou que nao vai ficar no nosso caminho!
– Isso é serio? – A voz de Beta era realmente de surpresa, o que fez Tati sorrir de leve
– É verdade, tem algumas condições, mas é verdade.
– Quais condições? – Beta baixou o tom na pergunta, estava com medo.
– Nao posso dormir ai, nem voce aqui. E nada de chegar muito tarde a toa
– Acho que podemos sobreviver a isso, não é?
– Acho que valera a pena, nao é?
– Tenho certeza que sim!
– Podemos nos ver mais tarde? Tenho planos para nos!
– Uhmmmm, parece bem interessante, to dentro!
– Beijo, te amo!
– Te amo, beijo

Beta estava chegando em casa depois de deixar Dani ainda dormindo, o sorriso parecia que ia sair andando de tao vivo e grande! Beta se jogou na cama e saboreou o gosto de saber que vai vê-la novamente em menos de 24hrs!

O dia passou rapido e as duas resolveram dar um pouco de atencao em casa para nao terem muitos problemas mais tarde. Dani so deu noticias lá pelas 2 da tarde quando levantou com uma ressaca enorme! Ia passar o resto do dia mofando em casa!

A noite Tati se arrumou bem simples, para nao chamar a atencao, avisou aos pais que ia sair, sem mentir para nao ter mais problemas, lembrou que voltaria antes de meia noite e saiu correndo. Passou no jardim do vizinho, arrancou uma flor do jardim dele e saltitando, foi em direção a casa de Beta.

Tocou a campainha e foi atendida pela mae de Beta, que logicamente ja sabia de tudo e deu um enorme sorriso para Tati que ficou sem graca e escondeu a flor nas costas.

– Oi tia, a Beta ja esta pronta?

E antes da resposta, os passos de Beta escada abaixo fizeram a mae sorrir e sair da frente para que Beta passasse. Tati Deu um passo atras, e quando Beta passou pela porta e sua mae fechou foi agarrada em um abraço apertado e cheio de paixao da namorada.

– Toma, pra voce! – Tati trouxe a florzinha a frente e fez os olhos de Beta brilharem e um sorriso sincero e um pouco emocionado se abrir rapidamente. E sem esperar a resposta de Beta, Tati lhe ofereceu o braço e a chamou.

– Vamos?
– Com prazer

E as duas saíram de braços dados em direção ao restaurante que Tati iria levar Beta.

Chegava as 10 da noite quando as duas estavam empolgadas em um assunto qualquer enquanto comiam um delicioso prato em um restaurante bonitinho e bem discreto um pouco afastado, era bom que assim ninguém as via. Rapidamente terminaram, pediram uma ultima taça de vinho, pagaram a conta e antes das 11 saíram do restaurante, queriam ficar um pouco juntas antes de voltarem. E Tati precisava estar em casa antes de meia noite, e por mais que estivesse dormindo, D. Ana estaria acordada esperando.

Encontraram entao um banquinho escuro em uma praça vazia, sentaram grudadas, mãos dadas e corpos unidos. Nao demorou para estarem se beijando no escuro onde ninguém pudesse as ver, os beijos eram cheios de vontade e desejo e quando as mãos começaram a avançar alguns limites algo as distraiu. Era o celular de Tati tocando no bolso. Uma mensagem de sua mae.

“Ja esta voltando né? Cuidado com a hora! Beijos”

E Tati sabia que isso era um chamado, tiveram que interromper o fogo e pegarem o caminho de volta, e era tao dificil votar, LOGO agora!!

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.