Anna – Cap 6

Noite fria, ainda chuvosa. Anna rolou de um lado pro outro, ainda não se acostumou com o novo quarto. Sentou, olhou em volta, estava sozinha. O relógio batia três horas. A ansiedade não a deixava dormir. Decidiu dar uma volta dentro da casa.

Ainda no segundo andar, achou uma varandinha que dava pra rua. Era a frente da república. Anna encostou o corpo na sacada e ficou olhando o tempo. A chuva não a pegava de onde ela estava, só o vento que a arrepiava. Minutos se passaram, foi quando parou um carro embaixo da varanda. Anna ouviu uma discussão mas não entendeu muita coisa! De repente saiu Duda do lado do carona do carro. Bateu a porta com força. Aparentemente brava, ainda disse algumas coisas na janela do motorista e entrou.

Anna ouviu Duda entrar no quarto e por impulso foi atras. Quando entrou, viu a menina com lágrimas nos olhos!

– Está tudo bem? – Anna perguntou preocupada.
– Oi, Achei que voce estava dormindo… Vou ficar bem, nao se preocupe!
– Eu acordei na madrugada e nao consegui mais dormir… Vou fazer um chocolate quente pra mim, voce aceita?
– Obrigada! Preciso tomar um banho, mas já já eu volto pra beber o chocolate que a morena fez pra mim…- Duda piscou pra Anna e saiu do quarto com um sorriso no rosto.

Parece que a menina se recupera rápido, Anna pensou enquanto procurava as coisas na cozinha e fazia o chocolate. Subiu pro quarto e esperou a menina voltar… Duda apareceu na porta enrolada numa toalha branca, lembrando as duas do incidente de horas antes e naturalmente caíram na gargalhada!

– Cuidado pra nao derrubar alguém! -Disse Anna, em tom de brincadeira
– Pode deixar, vou tomar cuidado! A essa hora estão todos dormindo, nao corro esse risco…
– Desculpa por mais cedo…
– Com esse chocolate delicioso, voce está desculpada! – Duda sentou na cama, do lado de Anna.
– Tinha que me redimir de alguma forma! … Não querendo abusar de voce, mas será que voce tem roupa de cama sobrando? Eu deixei pra pegar na casa da minha mãe mas não sabia que ia esfriar desse jeito!
– Olha… voce deu sorte! Minhas roupas de cama extra estão lavando!
– E onde está a sorte nisso??
– Como voce pode ver, a minha cama é de casal! Voce pode dormir comigo!
– Nao! Que isso… Não quero te incomodar!
– Me parece que voce nao tem escolha… ou é isso ou o frio!

Anna realmente nao podia negar… Os lindos olhos azuis de Duda e aquele sorriso encantador a prenderam! Ainda mais com esse jeito naturalmente safado e descompromissado da menina… Duda botou um casacão, deitou e chamou Anna! Que sem graça, foi se ajeitar na cama da menina… O cheiro de Duda era insuportavelmente bom… Uma tentação para Anna.

sig_Lu.png

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.