Anna – Cap 10

Há momentos na vida em que ficamos tão saturados de mudanças constantes que nos perdemos e depois de um tempo, apenas deixamos fluir… E estava sendo assim com Anna! Acordou cedo, deixou Duda na cama e decidiu parar de pensar nas coisas ruins que vinham acontecendo. Foi para o banho.

– Nossa, estou horrível… – Disse Anna olhando para o espelho do banheiro.

Como alguém poderia beijá-la assim? Sorriu espantada. Não conseguiu dormir bem esses dias, suas pequenas olheiras a faziam pensar que seus olhos castanhos ficavam iguais aos de sua mãe quando estava de ressaca. Não podia negar a semelhança entre as duas…

Banho tomado, alma lavada. Anna havia tomado um banho daqueles! Demorou longos minutos. Era a forma que ela encontrava de se sentir mais leve. Deixava a água levar todo sentimento ruim. Toda a sujeira da alma. Estava renovada!

Anna olhou no espelho novamente. Passou a mão em seus cabelos negros e molhados, jogando-os para traz. Estava se sentindo melhor, mas bonita, mesmo com as olheiras ainda no mesmo lugar. Olhou bem no fundo dos seus olhos pelo espelho… Respirou fundo.

Vestida com roupas simples, voltou para o quarto. Duda estava despertando e aquilo parecia incrível! O jeito como ela se mexia, o cabelo bagunçado e a cara amassada. Se deu conta de que estava em pé, em frente à cama, com cara de boba e um sorriso frouxo. Voltou pra Terra depois de um “bom dia” rouco de Duda.

– Parece que alguém caiu da cama! – Disse Duda.
– É, eu preciso dar uma volta… Respirar ar puro!
– Bom, eu tenho um lugar perfeito pra isso! Topa dar uma volta comigo? – Duda disse aquilo com o sorriso que naquele momento parecia ser o mais lindo do mundo.
– Claro! Por que não?!
– Deixa só eu tomar um banho e comer alguma coisa… Já volto!

Duda, entusiasmada, deu um salto da cama e foi rapidamente pro banheiro, enquanto Anna, desceu pra preparar o café da manhã para as duas. O dia estava começando bem…

sig_Lu.png

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.