Cap 36 – A noite das novidades

criancaComo melhor amiga ela tinha o direito de simplesmente ler a mensagem, e assim fez. “Você é linda e a noite foi deliciosa, beijos na boca da sua gostosa!” Por um momento Tati achou estar delirando! Em nenhum momento viu Dani beijando meninas! Deu o último e derradeiro trago no baseado, releu a mensagem, riu e saiu correndo para o mar.

Elas estavam com saudades de serem elas mesmas. E resolveram aproveitar o tempo que restava. Tati deixou para depois a mensagem no celular de Dani. Se jogou nos braços de Beta dentro da água. A presenteou com um beijo desses de novela que chega até a tirar o folego de quem assiste. Dentro da água as pernas enroscaram no quadril de Beta que tomou um susto com aquela animação toda, mas em nenhum momento conseguiu recusar. Tati sabia que estava deixando Dani de lado, mas estava querendo aproveitar um pouco mais da sua namorada. Afinal de contas, tiveram muito pouco tempo juntas. O beijo foi interrompido por uma onda.

Quando as duas finalmente se desgrudaram, Tati correu os olhos procurando Dani e a achou boiando no mar curtindo aqueles primeiros raios da manhã. Os olhos dela estavam abertos como se tivesse procurando alguma coisa no céu azul. Tati se soltou de Beta e as duas foram nadando silenciosamente até Dani. Como não podiam chegar carinhosamente, afundaram Dani antes de dar oi. As três riram e sem nenhuma outra palavra voltaram para a areia para aproveitar o sol que estava nascendo. Era domingo e o dia estava só começando, começando mesmo.

– Como foi ontem, Dani? – Tati não ia conseguir se segurar muito mais tempo!
– Uma das melhores noites que eu consigo me lembrar, porque?
– Mandaram uma mensagem pra você agora a pouco!

Nesse momento foi até engraçado. Dani perdeu toda a cor do rosto e voou no celular para ver se Tati tinha lido. Dito e feito. Quando Dani leu qual era a mensagem olhou para Tati com a cara de culpa que só ela conseguia! Beta não sabia o que estava acontecendo e ficava olhando de uma para a outra implorando por uma explicação, rápida!

– Quando você ia contar que você ficou com uma menina ontem? – Tati disparou esclarecendo a dúvida de Beta e encostando Dani na parede.
– Oi? Como assim? Quando? Quem? Me conta! – Beta quase levantou de tanta animação na voz!
– Vamos Dani, pode falando tudinho!
– Ok, ok, calma! Vou contar. – Dani começou – Bom, no início da festa, voces viram eu ficando com aquele menino lá na porta e tal. Eu acabei entrando com ele e pá. Lá dentro, a gente se perdeu, ou melhor, eu me perdi dele porque ele era muito chato! Ele queria saber o nome da minha mãe e eu nem lembrava do nome dele! Enfim, fugi dele assim que pude e fui procurar vocês, o que logicamente eu não achei. Já estava meio mais ou menos depois de beber e fumar, voces sabem né? – Nessa hora Tati e Beta estavam apoiadas uma na outra deliciando cada palavra da historia emocionante da noite. – Andei de um lado para o outro e nada. Resolvi sentar em um dos sofazinhos lá para esperar vocês aparecerem. E aí uma menina do meu lado começou a puxar assunto e papo vai, papo vem ela me perguntou se podia me dar um beijo.
– Assim na lata???? – Tati não aguentou e quase gritou
– Pois é! Assim na lata e eu fiquei tão surpresa quanto você agora. Eu não disse que não nem que sim e comecei a rir de nervoso, e ela deve ter entendido que isso era uma especie de confirmação, sei lá, se aproximou devagar e me deu um beijo então. E eu deixei e beijei de volta.
– E AÍÍÍÍÍÍ?????? – Beta parecia estar assistindo em um filme e ansiosa pelo final…
– Bom, e aí que….. – o telefone de Dani tocou. Era um número desconhecido e as três ficaram alguns segundos olhando entre si e para o aparelho.

Os corações pareciam disparar ao mesmo tempo. E as três sorriram com uma ansiedade estranha no rosto. Enfim, Dani resolveu atender ao telefone.

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Este post tem 2 comentários

  1. Ana Rita D'Cássia

    Uns dois estava lendo essa historia, e a cada capitulo ficava fascinada pela historia querendo saber o que ia acontecer, em uma anciedade que só deus sabe… e alguns parentes…
    O que foi uma prova clara pra eles que eu sou a retardada da familia…
    Eu chorava, ficava feliz, ria e enlouquecia junto com a historia…
    E as minhas unhas quase não vivem para contar historia, principalmente no final dos capitulos… Mais ta tudo bem agora…
    E só realmente diz que estou anciosa por mais capitulos…
    Bjs…

    1. Que linda voce!! rsrsrs!
      Muito obrigada pelo carinho com as minhas historias! Elas sao meio que minhas filhas, entao é super gratificante pra mim! Ja ja tem cap novo aqui!!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.