50 Tons da Vida – Cap 6

tumblr_mea7dhmue51qci31co1_500Deixei vocês curiosos né? Me desculpem, nao foi minha intenção! Mas enfim, da ultima vez parei de contar na saída da festa né? Recapitulando, eu e Donna ficamos, ela foi super hiper fofa e eu tava morrendo de medo, tinha bebido a beça, dançamos forró, conheci o irmão dela, tinha o amigo de cara feia e saímos da festa juntas em direção ao quarto dela! Esqueci de algo? Ah sim! A parte do FUDEU!!

É dai que a gente retoma então! Ela me levou para o alojamento dos monitores que era meio que atras do nosso! Ou sei lá porque eu me perdi nas andanças durante a noite pelo campus. Entramos no quarto 16, o dela e levei um susto! O quarto era bem parecido com o meu com a pequena diferença de que era maior e estava super personalizado! Como eles estavam como monitores a mais tempo o quarto ja tinha a carinha deles! Eles nao eram obrigados a ficar lá, mas tinham direito ao quarto e pelo que Donna me contou um tempo depois, os pais dela eram super conservadores aí ela preferia ficar por lá mesmo para ter mais liberdade e como eles moravam perto, ia quase sempre lá ficar um pouco com eles!

Bom, vamos voltar ao que interessa né? Entramos no quarto, ela na frente e eu muito nervosa atras! Até meu sorriso metido que surgiu quando dançamos forró acabou sumindo. Logicamente ela percebeu! Eu tava me cagando de medo! Achei que ela ia me dar o fora, ate porque ninguem merece menininha achando que é gente e na hora H fica cheia de nervosismo né? Mas nao! Ai gente, ela era uma fofa! Ela veio pertinho de mim, tirou o all star dela, pediu pra eu tirar o meu e me beijou. Me deu um beijo tipo estalinho primeiro e quando eu sorri com os lábios ainda próximos do dela ela nao me perdoou, me puxou com uma mao na cintura e outra na minha nuca e me beijou com vontade! E QUE VONTADE! O beijo dela era molhado, forte e a língua dela se fazia dona da minha boca enquanto eu colocava minhas mãos na cintura dela. Eu deixava meu corpo se jogar para trás e ela vinha, agora com as duas mãos nas minhas costas e me puxava de volta, fazendo com que nossos corpos ficassem ainda mais grudados. Em pouco tempo eu ja nao estava mais nervosa, até porque beijar, isso eu sabia né? E ela sabia muito bem como tirar meu nervosismo pelo visto! Ô mulher pra beijar bem viu? E não paramos tao cedo, ficamos ali numa gangorra de corpos e em um misto de línguas. As mãos corriam para cima e para baixo nas costas uma da outra, até que ela desceu as duas mãos ate minha bunda e com uma mao em cada traseiro me puxou mais próximo fazendo meu quadril se encaixar no dela. Para voces terem ideia, eu tive que sair da língua dela para respirar fundo! E foi entao que ela parou o beijo, me sorriu um sorriso safado, sacana e cheio de malícia boa!

– Você quer mais?

Ela falou só isso, em portugues com aquele sotaque delicinha de americana que so ela tinha. Eu estava em êxtase e so consegui balançar a cabeca afirmando minhas vontades, que para ser sincera, nem eu sabia quais eram naquele momento. Eu so sabia que tava com sede! E nao era de água. Como uma leitora de mentes ela me arrastou para perto da cama, o que me deixou extremamente nervosa, mas antes me deixou de pé, abriu a geladerinha e pegou uma garrafa que estava com um suco vermelho, colocou em um copo e me deu. Era vodka, com suco e um pouco de sprite. Na verdade era a perdição em forma de liquido!

Bebi quase que o copo todo de uma so vez!

– Calminha gatinha! Quero voce consciente para o resto da noite!

ELA REALMENTE ME FALOU ISSO!! Eu quase engasguei com tamanha sinceridade! Mas na boa? TAVA ADORANDO!! Alias, tinha como nao se apaixonar por ela??

– Estou consciente e relaxa que eu pretendo lembrar muito bem dessa noite depois!

SIM, EU TIVE FORÇAS PARA RESPONDER!

E realmente queria me lembrar de tudo e antes que fosse tarde demais, peguei um pouco de água da geladeira e bebi! Ela me deu um beijo rapido disse que nao ia demorar e entrou no banheiro. Eu fiquei igual barata tonta pelo quarto, nao sabia o que fazer, fiquei testando posições na cama para quando ela saísse, fiquei em pé, sentada, deitada, me olhei no espelho, prendi e soltei o cabelo algumas vezes e tudo isso enquanto ouvia o barulho do chuveiro dentro do banheiro!

O chuveiro finalmente fechou e eu lembrei de um filme que tinha visto a um tempo atras!

Ela saiu do banheiro com a toalha enrolada no seu corpo e o cabelo molhado esticado nas costas, visão do paraíso! Gente, ela era linda demais!

– Preciso dizer que adorei a surpresa, mesmo que voce tenha tirado de mim umas das minhas partes preferidas!

Lá estava eu. Nua, em pelo, na cama dela a esperando, com um sorriso de sacana que consegui tirar, nao sei da onde, me apoiando nos cotovelos e com uma perna encolhida e outra esticada.

– Desculpa! Se você preferir eu coloco a roupa de novo!
– Não!

E antes que eu pudesse me mexer ela soltou a toalha do corpo e pulou na cama para cima de mim! Aí eu pensei: MUITO BEM, ESPERTINHA! AGORA ELA VAI ACHAR QUE VOCE SABE O QUE ESTA FAZENDO!

– Você ja fez isso antes? – Sério, ela conseguia ler mentes?
– Já, mas foram poucas vezes e nem sei se foi certo!
– O combinado é o seguinte: se tiver doendo ou se voce nao tiver gostando, voce fala, combinado?
– Combinado!

E a minha resposta foi o sinal verde que ela precisava! Em um movimento rapido ela me puxou para baixo dela, eu estava deitada agora e ela em cima de mim, seus peitos na direção do meu rosto e a unica reação que tive foi passar a língua neles. E pelo visto eu acertei! Continuei a lamber o bico do peito dela enquanto ela joga a cabeca para trás aproveitando a sensação. Fui ganhando confiança e aproveitei a posição para, com a outra mao, apertar o bico do outro peito. ELA GEMEU! E eu gemi junto. Na mesma hora senti a molhação geral lá embaixo!

Era estranho, eu parecia estar no controle! E como disse, era estranho. Não demorou para ela prender minhas mãos em cima da minha cabeca, me tomar em sua boca e deslizar a língua dela por cada canto do meu corpo. Chupou, lambeu e mordeu meus peitos, me deu um chupão no pescoco enquanto apoiava seu corpo no meu e quando voltou a liberar a língua dela nos meus seios colocou dois dedos deslizando dentro de mim. MINHA QUERIDA, FOI BOM DEMAIS!

Eu estava louca de tesao! E a noite toda foi assim! Ela me fez gozar primeiro, depois eu fiz ela gozar! Aí quando eu achei que estava cansando, ela veio, subiu novamente em cima de mim e sussurrou:

– Preparada para o melhor orgasmo da sua vida?

Eu juro que achava que ele tinha acabado de acontecer! Nao respondi e ela nem esperava resposta mesmo, deslizou por mim toda e me presenteou com a língua lá! PUTA QUE O PARIU! Ela me lambia e me chupava como se soubesse perfeitamente onde ir! E ela sabia! Tanto que me fez ter um orgasmo daqueles que voce nunca ouviu falar! Foi sensacional e eu lá esticada na cama dela toda molhada enquanto ela se apoiava no braço ao meu lado e passava as pontas dos dedos pela minha barriga curtindo minha cara de êxtase total! Demorei para conseguir voltar a respirar, mas finalmente voltei e formei algumas palavras:

– Posso fazer em voce tambem?

Gente, ela era sensacional!! Ela nem se deu ao trabalho de me responder, só encostou no travesseiro para ficar meio sentada e abriu as pernas, com um sorriso muito sexy levantou uma sobrancelha e me chamou com um pequeno gesto de cabeca. Ela me desafiou. E eu estava disposta a ganhar a aposta! Fui com tudo, tentando lembrar de como ela fez em mim e de tudo que eu ja tinha ouvido por ai. Ela tinha um gosto bom, de gozo com sabonete! E era uma delicia sentir a mulher se desfazendo em sua boca. Comecei a ver que ela estava gostando quando ela pegou meus cabelos e comecou a me comandar, obedeci direitinho e continuei a brincar com a minha língua. Nao demorou muito para ela explodir em gemidos e mais liquido na minha boca. DELICIA!!

Agora era a minha vez de parar ao lado dela triunfante so para ouvir as ultimas palavras dela antes de me beijar:

– Não sei quem foi que te ensinou mas voce aprendeu direitinho.

E caímos deitadas na cama nos beijando como se nao houvesse amanha! E pelo visto, nao havia mesmo!

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Este post tem 11 comentários

  1. Patricia

    Estou adorando esta historia, espero ansiosa pelo proximo capitulo.

  2. katty

    ainn >.< adorei esse cap.

  3. Ana Rita D'Cássia

    Hey Mari… (olha a intimidade)…
    Posso fazer uma pergunta ?…
    Quero dizer, outra pergunta…
    Essa pergunta pode ser meio estranha e talvez intima, mais se não quiser responder tudo bem. Posso ?!

    1. oi querida, pode fazer sim!! Se quiser pode fazer por email, facebook, outro meio qualquer!! =)

  4. Ana Rita D'Cássia

    Qual sua inspiração para fazer 50 tons da vida e Beta, Tati e Dani?
    E as partes picantes, são suas experiencias?

    1. Então, algumas coisas são experiencias pessoais sim, mas a maioria é fruto da minha imaginação…algumas outras coisas são historias que me contam que eu mudo um pouco….vem de tudo que é lugar!!
      rsrsrsrs

  5. Ana Rita D'Cássia

    Só mais uma tá ?
    Você acha que algum dia as suas historias viraram livros de Editora e tudo mais ?

    1. Então, eu espero muito que sim!! Na verdade eu pretendo abrir uma editora independente, mesmo que seja só para publicar os meus livros!! rsrsrs

  6. Kath

    Já disse né adoro o jeito que você escreve 🙂 Amei o capítulo

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.