50 Tons da Vida – Cap 14

tumblr_me5wwhiX281rifqa8o1_500

Demorei, mas cheguei! Acho que fiquei meio pensativa demais desde a ultima vez que vim aqui, falei de coisas profundas e filosóficas demais! Mas como eu disse em algum momento, nunca prometi que falaria apenas coisas boas! A vida não é só mil maravilhas e a ilusão é pior do que a realidade!

Ok ok, já falei bastante de realidades e ilusões, vamos então voltar para a parte boa? Esses dias lembrei de uma historia muito boa dos meus tempos em terras americanas! Não é super romântica, mas é fofa tá? Ahhhh, e envolve a Donna para quem estava com saudades, ok?

Já era meu segundo ano nos EUA, Donna e eu ja tínhamos superado aquele inicio conturbado, estávamos na fase de “amigas que se pegam” nos sempre tivemos uma química excelente na cama e depois que nos entendemos quanto ao nível de relacionamento que teríamos, tudo ficou maravilhoso. O sexo era casual, sem compromisso. Isso é maravilhoso quando se trata de um combinado entre as duas partes. Bom, experiência vai, experiência vem, aceitei um convite de uma menina mais velha para montar uma playlist de musicas brasileiras para tocar em um barzinho gay que iria fazer uma festa brazuca! Não tinha pretensões de me tornar dj e nem tenho, mas era uma ótima maneira de conhecer novas meninas lindas e doidas para se pegar com a dj da festa né? Aceitei e fiz a melhor playlist de todos os tempos! Achei ate uns remix de Legião Urbana que eram sensacionais!

No dia da festa me produzi toda! Estava uma delicia! Convidei as meninas todas do dormitório e Donna também, logico! Ela não poderia ir, mas veio até o meu quarto me desejar sorte, e tenho quase certeza que ela morreu de ciúmes quando me viu arrumada daquela maneira! Nos agarramos um pouco para relaxar e lá fui eu, com meu time de amigas me seguindo. Eu estava impossível essa noite! Me senti a fodona das fodonas! Na verdade, acho que naquele momento, eu era.

O bar estava lindo! Cheio de bandeiras do Brasil e imagens de alguns grandes nomes do meu país. Ate chorei quando entrei! Estava tudo lindo! E como fomos as primeiras a chegar, ganhamos rodada de chopp grátis da Julie, dona do bar, filha de pai brasileiro e apaixonada pela musica brasileira! Ela era casada com uma americana e as duas tocavam o bar sozinhas, eram lindas! Uns amores!

Lá pro meio da festa, a Julie fez questão de subir no palco e me anunciou como se eu fosse alguém muito importante! Fiquei com vergonha, mas como já tinha bebido alguns chops ignorei e me soltei na cabine! Dancei, cantei, brinquei com as musicas e me diverti muito! Pela reação do publico, elas se divertiram também! De repente eu era uma dj e não sabia! Mas não, eu não era uma dj, apenas estava feliz!

Quando acabei meu show, desci da cabine e dei lugar a mulher de Julie, essa sim, uma puta dj profissional! Fiquei até com vergonha! Desci e fui correndo encontrar as minhas amigas na pista, o chopp para elas estava liberado, ordens da Julie! E com o excesso de álcool vi coisas que não imaginava, como meninas héteros, se pegando loucamente com outras meninas! Não vou citar nomes para não dar problema!

Ao som das musicas dancei e deixei meu corpo livre de uma maneira especial! Estava tudo muito bom e eu só queria saber de curtir muito! A musica era um hip hop dançante americano e meu corpo se mexia no ritmo da batida quando senti outro corpo se encaixando no meu. Primeiro achei que fosse uma das meninas que tinham vindo dançar, mas então senti aquela pessoa com a boca no meu pescoço, respirando quente e bem perto e então percebi que as intenções não eram de amizade. Por um momento imaginei que fosse Donna que conseguiu vir, mas o cheiro dela eu reconhecia de longe (ainda reconheço na verdade) e não era aquele. Não me virei para ver, apenas me entreguei a dança e fechei os olhos.

No final da musica, a dj apagou as luzes para dar um efeito melhor e a pessoa que me segurava girou meu corpo e agora eu estava de frente pra ela e fui presenteada com um beijo. Um beijo cheio de vontade, quente, com línguas e saliva na medida certa. O beijo que faz o seu corpo se contorcer e te da vontade de tirar a roupa na mesma hora! Era delicioso aquele beijo! Era diferente! Era mais ‘caliente’

Desiree

Sapatão convicta. Nunca recuso uma cerveja gelada e batata frita. Amo samba, pagode, funk, etc. Me chama pro barzinho, pra baladinha, pra show... pode escolher, eu topo! Geminiana com ascendente em câncer.

Este post tem 4 comentários

  1. Mika Anonima

    Meu deus, ameeeeeeei o jeito como voce escreve! Os detalhes tornam tudo mais verdadeiro e parece que estou vivendo tudo que voce viveu… me senti na balada… senti o gosto da saliva da guria que voce beijou. Hahahaa. Espero mais historias como essa ;D

    1. Grupo HPM

      rsrsrsrs!! Nossa, adoro comentários empolgados!!
      Muuuito obrigada!! O próximo capítulo já está a caminho!!

  2. amanda silva

    LOL esse capitulo , deveria ter mas capitulos calientes , soacho 😀

    1. Grupo HPM

      Calma calma que mais capítulos nesse estilo estão vindo!! rsrsr!! o/

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.