Search for content, post, videos

Travestis e transexuais são proibidos de servir ao Exército Americano

Em uma série de tuítes publicados na manhã desta quarta-feira, 26, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que o país proibirá que travestis e transexuais sirvam em qualquer posição nas Forças Armadas do país, citando “tremendos custos e perturbações médicas” como justificativa.

“Depois de consultar meus generais e especialistas militares, por favor fiquem avisados que o governo dos Estados Unidos não aceita ou permite que indivíduos Transgêneros sirvam em qualquer posição nas Forças Armadas dos EUA. Nossos militares devem estar focados nas vitórias decisivas e esmagadoras e não podem ser sobrecarregados com os tremendos custos e perturbações médicas que envolvem os transgêneros. Obrigado”, escreveu o presidente.

O Pentágono havia eliminado as barreiras para que os transgêneros pudessem se tornar militares nos EUA em 2016, no governo do democrata Barack Obama.

Era esperado que este ano o alistamento fosse possível, tendo como único requisito que a pessoa estivesse “estável” em seu gênero por 18 meses. Porém, no mês passado, o secretário de Defesa aprovou o atraso de seis meses na iniciativa.

Os tuítes de Trump não esclarecem o que irá acontecer com os transexuais e travestis que já servem às forças armadas.