Menu fechado

Não ignore, depressão é doença – #SetembroAmarelo

Este texto foi escrito pela nossa autora Suzana Myrlla.

A maioria das pessoas vê a depressão como algo qualquer, ou seja, algo que não tem nenhuma importância. A verdade que eles não querem acreditar é que ela é mais importante do que qualquer coisa. Não é brincadeira quando uma mãe perde um filho para essa doença e nem muito menos é besteira quando um filho perde um de seus pais para ela, então não ignore pois é uma doença.

De acordo com o IBGE, 7,6% da população adulta do Brasil já foi diagnosticada com depressão.
Enquanto muitos discutem sobre se é ou não brincadeira, alguém está trancado em um quarto escuro e chorando por conta de todas as inseguranças e conflitos internos que lhe cercam. Nem todo mundo vai aparentar estar bem o tempo todo, ninguém é igual a ninguém.

É importante que nós sejamos conscientes sobre o espaço do próximo. Precisamos respeitar quando necessário, mas ao mesmo tempo, estar pronto para ajudar, não deixando a pessoa abandonada.

Pessoas que sofrem desse mal, acordam com a certeza de que o dia não vai ser bom, para elas tudo gira em torno do negativismo. Elas vão ver as pessoas se divertindo e vão se odiar por não conseguirem ser como elas, e também vão se perguntar o que foi que fizeram para merecer algo tão ruim e macabro já que bem no fundo elas sabem que não merecem tal coisa. A depressão vai ser como um primo novinho que te acorda às duas da manhã chorando por nada. A insegurança vai ser como um irmão que te acorda com barulhos só pra te ver acordar e dizer que não é nada e você não vai poder dizer a ninguém por que vocês moram sozinhos e eles são muito tímidos e isso vai fazer com que você não saia, vai fazer com que você se perca em você mesma.

Entendo que as vezes, não é fácil respirar, entendo que passa pela sua cabeça o por quê de não ter ninguém ali para te levar até a luz, já que você detesta o escuro. Tudo começa com um simples “estou cansada, não quero sair”, e você vê que realmente está cansada mas sem saber o motivo, já que passou as últimas seis horas dormindo.

Eu me importo com essas pessoas, me importo ao ponto de não esperar um mês específico para falar sobre como é importante debater esses assuntos que a sociedade prefere evitar. Não direi que tenho resposta para todos os questionamentos dessas pessoas, por que a verdade é que eu não tenho, mas de alguma forma se eu puder, eu vou sempre estar ajudando elas a saírem desse buraco que é muito fundo e que dói demais. Todo mundo deveria achar melhor perder noites de sono ouvindo e ajudando essas pessoas com depressão do que perder elas para sempre.

Vamos conversar mais vezes sobre o assunto, vamos ajudar mais as pessoas porque no final de tudo ver o outro bem vai te fazer uma pessoa melhor. E se você estiver precisando que alguém te ouça e você não confia em ninguém, apenas pegue o celular e disque 188, eles vão te ouvir e te ajudar.

Você não esta sozinho(a). Descanse. Não desista. Sua batalha não acaba aqui.

NÃO IGNORE, AJUDE. DEPRESSÃO É UMA DOENÇA.

O GrupoHPM está de portas abertas para conversar e ouvir caso você precise. Nossas caixas de mensagens nas redes sociais (twitter, instagram ou facebook) são espaços seguros e disponíveis. Não hesite em nos procurar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Dúvidas? É só chamar aqui!