Menu fechado

Meu querido diário – Becca & Vicky – Cap 60

Ambas se sentiam cansadas e tristes a maior parte do tempo. Como se estivessem vivendo mais de um dia num só. Os dias eram longos e as noites maiores ainda.  Sempre que combinam de se encontrar aparecia algum imprevisto. E foi assim durante muitos dias.

Rebecca seguiu sem entusiasmo sua árdua rotina. Fingia ser tudo que os seus orientadores queriam ouvir. Repetia diversas vezes em voz alta. – Relaxa, não pense mais nisso. Esta frase sempre trazia a imagem de Vicky a sua mente.

Vicky seguiu uma rotina menos árdua, porém muito cansativa emocionalmente. Uma pobre menina rica, não conseguiu ir a lugar algum sem escolta. Sentia-se vigiada a maior parte do tempo, mesmo quando parecia que ninguém estava perto. Os momentos felizes com Rebecca era o pensamento mais constante.

Num sábado exatamente às dez da manhã se encontraram no apartamento, Rebecca parou por alguns instantes olhou ao seu redor, Vicky percebeu que Rebecca queria uns instantes para contemplar o ambiente. E abraçou-a com delicadeza.

Rebecca beijou ternamente sua boca, deslizou as mãos pelo seu rosto. Como se quisesse gravar em sua mente cada detalhe. Vicky beijou-a ternamente.

– Eu achei que eu nunca mais fosse te ver. Disse Rebecca com ternura.

– Eu também, eu fiz uma série de acordos com meus pais e eles decidiram tirar a ordem de restrição.

– Que tipo de acordo?

– Do tipo que não planejo cumprir. Mas eu estou fingindo bem.

– Eu estou tão perfeita que nem me reconheço.

O clima ficou silencioso por alguns instantes. Rebecca olhou para Vicky com olhar peralta. Em segundos estavam se amando com beijos ardentes e doces, toques firmes e suaves. Deitadas na cama conversaram amenidades, falaram das suas rotinas, das noites solitárias, dos dias intermináveis.

– Eu vi algumas celebridades que tatuaram números. Disse Vicky com entusiasmo.

– Eu estou encrencada, será que a tatuagem. Talvez não seja uma boa ideia.

– Rebecca, estou com medo. O que você fez com a Becca corajosa por quem me apaixonei.

– Lembra-se da promessa. uma tatuagem por ano. Este estúdio de tatuagem é super caro porém altamente seguro.

– Vamos ver algumas celebridades na internet, que tatuaram números. Olha que lindo! Números treze e quatorze.

– Gostei desta em algarismo romano. Não quero falar de tatuagens.

– Quer falar sobre o que? Disse Rebecca de modo insinuante.

– Que tal deixarmos nossos corpos falar. Atenção iniciar contagem regressiva, zero, um.

– Dez. Rebecca gritou com empolgação.

Queriam aproveitar cada segundo para se amarem. Mesmo que parecesse lhes faltar forças. Amaram-se até a exaustão.

Vicky abriu os braços graciosamente, Rebecca deitou sobre seu seio nu.

– Ouvindo meu coração?

– Eu já disse que adoro ouvir seu coração?

– Hoje ainda não. O que ele diz?

– Blá , blá, blá. Que triste que meu primo vai se casar.

Vicky sorriu.

– Meu coração olha para frente.

Adormeceram juntas.

sig_egPimenta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Manda uma mensagem pra gente!