Search for content, post, videos

Mais um fim no meio do caminho

Eu sempre tive medo do fim. Medo mesmo. Tinha pavor e ficava nervosa com a possibilidade de um fim. Não importa o que estivesse terminando. Quando pedia demissão de um emprego, ou quando me afastava de alguém especial, quando mudei de colégio e quando terminei a faculdade, eu sempre estava lá, na madrugada, deitada no sofá e com lágrimas nos olhos pensando em como iria ser o dia seguinte com mais uma coisa se encerrando na minha vida.

Acho que é por isso que até hoje tenho um medo grande da morte. Afinal de contas, a morte é um tipo de fim, não é mesmo? Ninguém sabe o que vem depois, a gente acredita, tem fé, mas ninguém sabe exatamente o que tem do outro lado. E eu continuo com medo.

As pessoas tentam me consolar. Dizem que é só mais uma etapa se encerrando para tantas outras começando, dizem que quando fechamos um livro, abrimos outros ou que as coisas tem seu fim para que outras melhores comecem. Eu sei que as pessoas estão certas, não discuto isso. Mas será que só para mim é tão difícil desapegar do que termina? Só eu sinto falta, no dia seguinte, daquela rotina que foi obrigada a se encerrar, daquelas coisas que você repete todos os dias e que não vai mais fazer? Só eu sinto como se estivessem arrancando um pedaço de tudo que sou?

tumblr_ly6nuh6c871qfdwsio1_500E hoje, encaro mais um fim na minha vida. Esta noite, vai pro ar, aqui no site, o último episódio de O Amor, Simplesmente. Foram 120 capítulos contando a história das amigas Beta, Tati e Dani e como elas encararam o mundo para mostrar que o amor é a força mais poderosa que há. Além da história romântica e cheia de aventuras, elas também fazem parte da minha historia e da historia deste site. Afinal de contas, esta foi a primeira historia de todas. Foi com ela que começamos com um blog há quase 3 anos atrás. E agora, estamos nos despedindo delas.

Pela primeira vez não estou com medo deste fim. Não vou mentir, vou sentir uma saudade enorme das três amigas que adoram praia, madrugadas e romances. Vou querer revisitar esta historia varias vezes e vou pensar em milhões de continuações para ela (quem sabe não escrevo mais tarde uma delas?).

Mas, pela primeira vez, consigo enxergar aquilo que sempre me falaram. É um fim que representa o começo de tantas outras coisas. O GrupoHPM e o meu sonho e mudar o mundo, mesmo que seja o mundo de alguém, estão só começando e essa historia foi o pontapé inicial de tudo isso.

Obrigada a você que esteve conosco nestas 120 semanas e espero que ela continue inspirando, ajudando e emocionando tantas leitoras por aí.

E fiquem de olho, às 20h, o capítulo final de O Amor, Simplesmente