Search for content, post, videos

Filme americano – Cap 41

Alex demorou um pouco mais do que o normal para falar a próxima frase. Nestes segundos extras, Beca imaginou todos os tipos de desfecho para aquela conversa. Inclusive, ela sendo estrangulada por Alex enquanto Nina assistia a tudo do corredor.

– É a Nina… – Alex começou…
– O que tem ela? – acho que você é a pessoa mais próxima dela em anos…

Beca tremeu da cabeça aos pés. Será que Alex sabia do que estava acontecendo?

– Sou é? – Beca se fez de desentendida
– Lógico…voce sabe disso! – Alex parecia nervosa
– Mas…o que tem isso?
– Você pode me ajudar…

Alex já andava pela sala enquanto Beca estava sentada no sofá, se preparando para o que poderia ser a pior conversa de sua vida. Viu a sombra de uma pessoa no corredor e imaginou que fosse Nina ouvindo a conversa delas.

– Beca, a Nina tá estranha. O que está acontecendo com ela? – Alex finalmente soltou tudo que a angustiava

Beca respirou fundo como um alívio de uma vida inteira

– Estranha? Estranha como?
– Ela não conversa mais comigo…ela parece distante e da última vez que eu a beijei ela simplesmente não quis me beijar…eu não sei o que está acontecendo com ela

Beca não respondeu de primeira, apenas digeriu a informação de que Nina não quis beijar a namorada. Chegou a comemorar internamente pensando que poderia ser por causa dos sentimentos que elas estavam descobrindo juntas. Será que Nina iria realmente terminar com Alex por causa dela? Antes de sorrir, lembrou de Alex ali e fingiu descaso.

– Alex, eu e a Nina meio que discutimos… – Beca iria falar que por causa disso não sabia de nada
– Eu sei que vocês discutiram…até pensei que fosse por isso…não sei mais o que pensar na verdade e por isso vim aqui pedir para vocês fazerem as pazes…
– Bom…. – Beca não sabia o que responder e decidiu continuar parecendo a melhor amiga – nós conversamos hoje durante o treino. Já está tudo bem entre nós

Beca viu a sombra de Nina se mover e percebeu que a menina sentou no chão do corredor. Não sabia se ela estava chorando ou não, mas imaginou que ela estava se preparando para a difícil conversa que teria com Alex.

– Eu sei que você é muito amiga da Nina e que vai sempre proteger ela…mas ela é meio que a minha razão para viver… – Beca foi captada de volta a realidade quando ouviu um quase-choro na voz de Alex
– Conversa com ela…é o melhor a se fazer! – Era o único conselho que Beca poderia dar naquele momento
– Eu vou encontrar com ela a noite, vamos conversar e espero que fique tudo bem…

Alex parecia mais calma, abraçou e agradeceu a ajuda de Beca e foi embora prometendo que tentaria consertar as coisas com Nina. Mal sabia ela que o que havia quebrado no primeiro instante era justamente Beca.

– Pode sair daí… – Beca falou quando sentou no sofá novamente

Nina caminos um pouco e apoio o corpo na parede do corredor, agora de frente para Beca. A mais nova estava sentada no sofá com a cabeça entre as mãos e parecia chorar baixinho.

– Não, chora, Be, por favor! – Nina pediu enquanto ajoelhava na frente da amiga
– Ni, precisamos resolver isso…a Alex não merece…
– Eu sei. Só ainda não sei como conversar com ela… – Nina admitiu
– Nós não podemos ficar juntas enquanto você não resolver isso com ela

Beca estava decidida a nunca mais chegar perto de Nina enquanto ela não resolvesse a situação com Alex, mas ao ver o rosto tenso da menina, os olhos úmidos e suas mãos macias fazendo carinho em seu joelho parecia ter sido tomada por uma força ainda maior e sua única vontade era beijar os lábios tão macios de Nina. A sua vontade pareceu transparecer mais do que devia e Nina a beijou.

artes-facebook

– Nina…não… – Beca tentou fugir do beijo brigando com sua razão
– Por….favor…. – Nina abraçou Beca pela cintura e não deixou espaço para ela fugir

As duas não conseguiam parar. O beijo era urgente, quente e apaixonado. Beca deixava algumas lágrimas rolarem ao lembrar de Alex. Nina apenas sentia o gosto da boca de Beca invadir seu corpo e percebia seu coração acelerar mais do que o normal. As duas levantaram do sofá e seguiam para o quarto de Beca. Todo o fogo que as queimavam por dentro, pareceu reascender em uma velocidade surpreendente.

– Não – Beca empurrou Nina e virou de costas

A goleira abraçou a atacante por trás e beijou seu pescoço de forma carinhosa. Ela entendia a insegurança e o medo de Beca.

– Sua força de vontade é surpreendente… – Nina sussurrou no ouvido de Beca a fazendo rir
– Nunca foi tão difícil resistir… – Beca admitiu enquanto fazia carinho nas mãos de Nina cruzadas em sua barriga
– Já ouvi falar que sou irresistível mesmo…

A brincadeira de Nina pareceu deixar o ambiente um pouco mais leve. Os sorrisos que brotavam nos lábios vermelhos pareciam estar no mesmo ritmo. Era como um treino com o time perfeito: tudo em seus devidos lugares e posições.

– Acho melhor eu ir… – Nina falou enquanto Beca virava de frente pra ela
– Tá… – Beca falou tentando não pensar no encontro que ela teria com Alex mais tarde
– Ei…eu volto!
– Volta mesmo?
– Confia em mim?
– Farei o possível…

E sem pedir permissão ou falar alguma coisa, Nina agarrou Beca pela cintura e a puxou para perto beijando seus lábios como se passasse toda sua certeza para a menina. Beca embarcou deixando que suas línguas dançassem juntas a coreografia que haviam acabado de aprender. Seu coração parecia disparar ainda mais a cada beijo.

Não falaram mais nada, apenas sorriram e Nina seguiu sozinha para a porta da casa de Beca. A mais nova se jogou em sua cama e puxou seu lenço amassado para sentir mais uma vez o cheiro de Nina que estava impregnado ali. Era paixão, só podia ser paixão.

Autora_mari Veiga