Search for content, post, videos

Filme americano – Cap 26

Finalmente a manhã de segunda raiava. Joguí encontrou com a namorada na porta do colégio e foi logo a beijando. Beca tinha passado uma boa parte da noite em claro pensando em tudo que estava sentindo, ou tentando pensar, então estava com um humor meio duvidoso. Deu um beijo rápido no namorado e não deixou que ele se chagasse muito com aquele romantismo todo logo cedo. Em compensação seus olhos brilharam de uma forma nova e misteriosa quando avistou Nina chegando. Infelizmente, ela estava no carro de Alex e Beca ainda viu o beijo quente e cheio de paixão que as duas trocaram antes de se despedirem. Pensou porque não conseguia fazer aquilo com Joguí, mas parou de pensar no exato instante que recebeu o abraço da amiga.

– Bom dia, terceira parte do casal – Joguí estava com um humor especial nesta segunda
– Bom dia! Esse bom humor todo está me contagiando tanto que preciso fazer xixi e a Beca vai comigo

Os três sabiam que o motivo de Nina arrastar Beca dali eram os detalhes da noite com Joguí. Por mais que ela já soubesse de quase tudo depois da ligação pela madrugada, queria conversar com a amiga pessoalmente e analisar todas as suas reações. Enquanto isso, Beca apenas se deixava carregar pela amiga enquanto tentava entender aquele incomodo que sentiu quando viu Alex e Nina se beijando. Não eram ciúmes. Não podiam ser ciúmes, ela gostava tanto da namorada da amiga que não fazia sentido algum este tipo de sentimento.

– E aí? Como foi no domingo? – Nina perguntou assim que verificou que o banheiro estava vazio
– Ele foi embora pra casa cedo, não rolou nada a mais
– Ai que sem graça, amiga. E você nem foi pra casa dele?
– Ele bem que insistiu, mas eu preferi não ir
– Mas porque? Você está bem? Ficou tudo bem? – Nina começou a se preocupar com o tom de voz da amiga
– Porque não estaria? É só que eu não sou tão ligada nisso de sexo… – Beca pareceu um pouco mais irritada do que pretendia
– Desculpa…eu só queria saber como você está… – Nina falou com uma voz quase chorosa depois de tomar um fora da amiga
– Eu vou indo pra sala, tá? – Beca desceu da pia onde estava sentada e saiu deixando Nina para trás.

artes-facebook

O que será que aconteceu com ela? Que loucura foi essa? Nina ainda ficou alguns minutos olhando para o espelho, onde Beca estava a alguns segundo atrás e tentou entender o que tinha sido aquele ataque da amiga. Será que tinha acontecido alguma coisa que ela não sabia? Por via das dúvidas, releu as ultimas mensagens que trocaram para ver se tinha algum sinal, mas nada previa esse tipo de comportamento. Está tudo bem entre vocês? A Beca parecia estar meio irritada agora de manhã. Nina mandou mensagem para a única pessoa que poderia saber de algo: Joguí. Acho que ela não acordou muito bem hoje, esperava que você resolvesse isso. Os dois foram trocando mensagens enquanto caminhavam para a sala. Vou tentar falar com ela no recreio, mas fica de olho por aí. Nina não costumava se preocupar desta forma com os amigos, mas Beca era diferente, ela era muito mais do que uma amiga pra ela. Pode deixar, conversa com ela e faz ela sorrir de novo. Só você consegue isso. Joguí admitia isso de uma forma infantil e ingênua, mas Nina não sabia se era bom ou ruim ela ser a única que fazia Beca sorrir.

– Ei, vem aqui, Be! – Nina alcançou a amiga a caminho da arquibancada e a arrastou para o outro lado do pátio
– Sua maluca, onde você está me levando? – a voz de Beca era um misto de brincadeira e irritação
– O que houve com você hoje? – Nina falou assim que pararam atrás do muro da arquibancada do outro lado da quadra
– Não houve nada, pra que me arrastou até aqui? – Beca estava definitivamente irritada
– Te arrastei até aqui pra saber porque você tá assim hoje
– Assim como? Que implicância…
– Não é implicância! Nós só estamos preocupados, Be
– Nós quem? Com quem você tá falando de mim? Com sua namoradinha, Alex?
– Não. Com o seu namorado Joguí que não está entendendo esse seu comportamento hoje
– Então quer dizer que você está falando sobre mim com ele pelas minhas costas? Isso que é amiga, hein!
– Você tá maluca, Beca?
– Porque estaria? Porque minha melhor amiga me viu meio mal e foi correndo perguntar pro meu namorado o que era ao invés de falar comigo? Que papelão hein, Nina
– O que aconteceu com você hoje? Da onde saiu essa raiva toda?
– Quer saber, Nina? Me deixa em paz, vai…eu resolvo meus problemas sozinha…você já tem uma super vida perfeita e não precisa ficar resolvendo a minha, tá?
– Beca, espera… – tarde demais, a menina já estava longe

Nina começou a chorar silenciosamente no mesmo lugar que a conversa terminou e ali ficou até o final do recreio. Não viu mais Beca até o final da aula e ignorou todas as mensagens que Joguí tinha mandado perguntando o que tinha acontecido. Pelo visto, a raiva de Beca fez outras vitimas e ela deu mais um fora no namorado. Na hora da saída, ninguém a encontrou. Beca tinha ficado na sala terminando alguns exercícios e iria esperar para sair mais tarde. Privilégios de ser filha de professor.

O que será que está acontecendo comigo? Porque eu não consigo simplesmente fingir que está tudo bem e manter tudo igual? Porque será que toda vez que eu a olho essas imagens vem na minha cabeça? Porque será que ele não me faz sorrir? Eram muitas perguntando rondando a cabeça de Beca para que ela pudesse lidar com outras pessoas naquele momento.

 

Autora_mari Veiga