Search for content, post, videos

Eu, ela e as bolinhas – Contos eróticos da Tha

(…) Entre beijos e amassos nossos desejos iam se perpetuando. Aquele momento já estava prazeroso o bastante quando resolvemos testar algo novo. Ela pegou as famosas bolinhas tailandesas e as lubrificou. Seus dedos estavam dentro da minha buceta e sua boca revirando meu grelo. Aos poucos fui sentindo as bolinhas adentrando meu cú. Ela, com toda sua malícia, mexia as bolinhas para baixo, para cima, para um lado e depois o outro, deixando-as quase escapar, mas voltava a introduzi-las em mim. Estava ficando mais gostoso.

Seus dedos pareciam ter encontrado meu ponto G, então não me contive em gemidos. Eu a sentia em mim enquanto as bolinhas massageavam minha musculatura anal. Foi quando comecei a me desfazer em gozo, estava ofegante, a cada instante sentia uma bolinha escapar de mim.

Quanto mais se aproximava o momento mais forte eram meus gemidos e o movimento do meu quadril. Com o coração acelerado, eu estava transbordando em líquido… E no ápice do meu prazer senti as duas últimas bolinhas sendo arrancadas de mim, gozei. Gozei, gozei e gozei outra vez.

Uma sensação de amplitude tomou conta do meu ser. Meu corpo estava cansado, sem forças. Eu era apenas suor, gozo, um coração descompassado em uma mente vagante.

sig_tha