Search for content, post, videos

Indentidade: dois pesos, duas medidas Como a troca de nome na identidade pode ser um calvário para uns e um procedimento simples para outros

Não sou trans. Mas também não sou negra. Sou mulher, lésbica e cis. Não importa nada disso. Importa que lutemos, unidxs, por aquilo que acreditamos ser o melhor para todxs. Talvez, você diga, que eu falo dessa forma já que para mim é muito fácil. Não é fácil ser mulher no Brasil, mulher lésbica se torna pior. Posso não saber do que se passa dentro de você, mas sei que há dor. Isso se chama empatia. Saber olhar o mundo através da ótica alheia.

Pelo meu caminho encontrei pessoas que lutam diariamente por diferentes objetivos e um dos que mais me emocionam é a luta da comunidade trans para afirmar quem se é. O uso do hormônio, a adaptação física, o acompanhamento psicológico e então a troca do nome na identidade. Eu choro quando vejo vídeos e depoimentos de pessoas que ganharam uma nova data de aniversário quando tem seu nome adequado no documento. Eu me emociono com a felicidade alheia quando, finalmente, a pessoa não terá mais vergonha de mostrar a identificação social. Eu aplaudo de pé quando instituições públicas ou privadas mudam suas políticas para aceitar o nome social de transgêneros. Mas eu também aponto o dedo quando vejo o que acontece no dia a dia.

Me deparei hoje com uma notícia sobre a troca do nome do cantor e compositor Neguinho da Beija-Flor. Após anos sendo conhecido pela alcunha, o artista conseguiu mudar o nome em sua carteira de identidade (imagem lá no topo). E eu me pergunto. Será que foi tão difícil para ele dar entrada no processo e finalmente conseguir mudar seu documento? Mas aí me respondem Não houve troca de gênero, apenas de nome. Exato, mas ainda assim, concorda que existem dois pesos e duas medidas quando o assunto é equidade neste país? Concorda que não há boa vontade das esferas responsáveis em facilitar o processo para a comunidade trans?

Que o Neguinho da Beija-Flor consiga mudar o documento dele livremente, mas que a Maria, o João, o Chico e a Daniele também consigam.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.