Menu fechado

Casal gay da África do Sul tem trigêmeos biológicos

Na África do Sul, um casal gay teve trigêmeos biológicos que compartilham do DNA de ambos os pais. Acredita-se que eles são os primeiros – do país e mundo – a terem essa quantidade de filhos usando uma barriga de aluguel.

Os trigêmeos nasceram prematuramente depois de 31 semanas de gestação

Christo e Theo Menelou puderam ter sua família completa ao conhecerem uma vizinha depois do caso de assassinato que envolveu o atleta paralímpico Oscar Pistorius, que morava no bairro.

A moradora, já mãe de três filhos, aceitou ser barriga de aluguel do casal. A inseminação ocorreu com o material biológico dos dois pais: dois óvulos foram fecundados, um com um esperma de cada pai.

Dez semanas depois da gravidez, os médicos descobriram que o embrião tinha se dividido e a mulher estava carregando trigêmeos – dois sendo gêmeos idênticos. Foi aconselhado, portanto, que eles matassem um dos bebês para que os outros dois tivessem mais chance de sobreviver.

Inconformados com essa opinião, Christo e Theo procuraram por outra ginecologista, a qual aceitou fazer o parto de todos os três. E conseguiu.

A inseminação ocorreu com o material biológico dos dois pais

No dia 2 de julho, os trigêmeos nasceram prematuramente depois de 31 semanas de gestação. Joshua, Zoe e Kate ficaram internados no hospital – a última menina podendo ir para casa só no dia 4 de agosto.

Agora, a família de cinco está se adaptando a nova vida em casa. O casal celebrando a paternidade e os bebês recebendo cuidados de duas enfermeiras, já que ainda têm dificuldades de respirar.

Fonte: Catraca Livre

Comente! ;)