Search for content, post, videos

Casa 1 – Um local para matar a fome de amor, socialização e apoio O centro de acolhimento para LGBTs foi inaugurado em SP, nesta quarta (25)

Eu sempre me emocionei muito com histórias sobre jovens LGBT que não tinham final feliz. Talvez por ter sido uma exceção e ter uma família que me acolheu, me amou e me respeitou, sempre foi difícil para mim entender que há tantos pais por este Brasil a fora que preferem abrir mão de seus filhos do que respeitar a orientação sexual deles.

Pensando nesses casos, surgiu a Casa 1. Tornou-se realidade após uma campanha de financiamento coletivo, onde atingiu mais do que a meta que havia sido estipulada e foi inaugurada nesta quarta (25), dia do aniversário da cidade de São Paulo, também local onde a Casa 1 fica. A ideia e atual coordenação do abrigo é de Iran Giusti e Otávio Salles. A missão da Casa é “acolher pessoas LGBTs em situação de risco e criar um espaço para criação, troca de ideias e tudo mais que a gente quiser pensar juntos”. O projeto surgiu após Iran querer acolher um jovem LGBT expulso de casa. O espaço já está em funcionamento e abriu suas portas com 5 moradores. Os moradores podem ficar até três meses no espaço e a casa comporta até 12 pessoas.

São iniciativas como essa que nos fazem crer que há mais pessoas se dedicando a fazer o bem e transformar a vida desses jovens, do que as que querem o mal deles. Se você souber de alguma ideia em sua cidade que também visa ajudar a comunidade LGBT, manda pra gente. Teremos o prazer em divulgar e incentivar da forma que pudermos. Juntos, nós podemos ir muito além.

Saiba mais: https://www.facebook.com/casaum/