Search for content, post, videos

Caminhos do amor – Cap 2

Segundo capítulo da história nova! Estão animadas??? Então leiam e comentem para que a autora fique bem feliz!

 

Dani já havia entrado na sala da presidência há alguns instantes e a amiga Amy nem havia notado. As duas eram amigas desde crianças e sempre fizeram tudo juntas. A hora de escolha da faculdade, causou tristeza nas duas, porque não fariam o mesmo curso. Decidiram então fazer na mesma universidade, para não ficarem tão distantes assim. Foi a melhor decisão que tomaram e crucial para abertura da AD-online. Dani, formada em Publicidade & Propaganda e Amy em administração era o casamento perfeito.

Amy era responsável por toda questão administrativa e burocrática da empresa, além de ser a presidente. Dani era sócia e Diretora. Criava tudo em relação ao site, produtos e Marketing. Não por acaso, eram bem sucedidas hoje.

Não era preciso nenhum esforço para que Dani entendesse porque a amiga estava ali, com a expressão inerte e um tanto raivosa em frente ao Notebook. Com certeza era alguma nova graça da sogra, que ela detestava também. Dani gostava muito de Tomas, achava ele o cara dos sonhos de qualquer garota, mas tinha a sensação escondida em seu coração que ele ainda não era o grande amor de Amy. Tentou introduzir o assunto algumas vezes com a amiga, que nunca deu muito espaço. Resolveu apoiá- la então em todas as decisões, inclusive ao ‘sim’ para o casamento. Era o certo a fazer.

Quando Amy suspirou fundo em frente ao Notebook e desistiu de xingar a sogra, finalmente percebeu a amiga ali em frente a ela, com um sorriso no canto da boca e a expressão ‘nem precisa me dizer, já sei que ela aprontou’. Era incrível como elas se conheciam. Dani sentou em frente a amiga, largou as pastas com projetos em cima da mesa e se mostrou solícita.

– O que a megera aprontou agora? Dani tinha apelidado Sônia carinhosamente, e uma vez quase soltou o apelido em frente a Tomas. Mas Amy adorava a forma como ela dizia o megera.

Amy virou o Notebook para a amiga que fez uma expressão debochada assim que leu o email.

– Que abuso! Disse.
– Nem me fala… Não sabe quantos palavrões eu pensei em responder.
– E porque não responde? Eu te ajudo!
– Acredite é tudo que eu queria. Não acredito que vou ter que encarar uma Organizadora de Casamentos! Amy disse a palavra de forma debochada.
– Calma amiga! Já li algumas vezes sobre esta profissão. É uma mão na roda… Dani tentou animá-la.
– Acontece que essa ‘mão na roda’ vai ser a representação da minha sogra. Não entende? Ela vai influenciar a mulher para me encher a paciência e assim conseguir que o casamento saia como ela quer!
– Ei, isso é simples de resolver! – Como? Amy perguntou esperançosa.
– Você conhece a megera! Sabe os gostos dela pra tudo! É sempre brega e exagerado, nada difícil de perceber – Ambas riram – Então, quando você ver que a organizadora estiver querendo te empurrar qualquer coisa assim, diga que não!
– E a megera? Amy disse fazendo a amiga rir por ter usado seu apelido.
– O que ela vai poder fazer meu bem? Ela disse ao Tomas que não ia intervir. Se ela tentar qualquer graça, ele vai perceber. Usa isso ao seu favor.
– Cara, eu te amo sabia? Amy disse animada.
– Eu sei que você não vive sem mim. E digo mais, aproveita que ela quem vai pagar e faz o casamento do seu jeito! Uma organizadora faz tudo por você! É só dizer o que quer e pronto! Sem estresse, sem preocupação! E como o dinheiro não é problema pra ninguém, acho que está tudo resolvido não?
– Como você consegue isso? Pensar tão rápido e achar solução pra tudo?
– Sou sua diretora de Marketing meu bem. Dani piscou pra amiga que segurou suas mãos e sorriu agradecida.
– Chega de megera por hoje! Trouxe uns projetos novos pra discutir com você! Dani abriu a pasta finalmente e elas passaram o dia fazendo o que amavam, trabalhando.

artes-facebook

Quando Amy chegou em casa, jantou com a irmã e bateram altos papos. Ana contou tudo sobre o primeiro dia de aula, a nova amiga que fez e as aulas que teve. Amy adorou ver a irmã empolgada com a faculdade. Ela sabia que era um tempo único na vida de qualquer adolescente e devia ser aproveitado ao máximo.

Ana sempre foi muito inteligente e já tinha decidido trabalhar com a irmã na AD-online assim que se formasse. Fazia apenas seis meses que Ana morava com Amy na sua cobertura em Ipanema e ambas estavam adorando. Sempre foram irmãs amigas, apesar dos dez anos de diferença entre ambas.

Amy amostrou o e-mail da sogra para a irmã que enfiou o dedo na boca fazendo aquela expressão de ‘vômito’ e tirando gargalhadas da mais velha. Era incrível como a sogra era amada.

Antes de deitar e se preparar para o tal café da manhã, Amy pesquisou sobre Organizadoras de Casamento e ficou empolgada. Estava decidida a usar a estratégia de Dani e tirar proveito da situação. Sorriu triunfante sabendo que iria dar uma volta nos planos da sogra.

‘Ei minha noiva, já estou no aeroporto. Estou com saudades. Posso te pegar amanhã? Vou buscar minha mãe e em seguida passo aí’

A mensagem de Tomas deixou Amy feliz, mas como sempre começou bem e terminou mal.

‘Não precisa Tom. Prefiro ir sozinha porque depois preciso correr para a empresa. A gente se vê la tá? Boa viagem. Estou com saudades também’

‘Ok minha noiva. Você quem manda! Ate amanhã’

Amy apenas sorriu mas não respondeu a última mensagem. Antes de adormecer ficou imaginando como seria o café e desejou que a tal mulher fosse alguém mais agradável que a sogra, o que não era algo muito difícil.

‘Uma organizadora de casamentos? É… talvez não seja tão ruim assim’image