Search for content, post, videos

20 e poucos anos – Cap 4

Para quem não lembra dos primeiros capítulos dessa história, relembre aqui

O dia foi cheio, mas enfim conseguiram organizar tudo e a festa já rolava solta. A parte formal já havia passado e agora todos bebiam à vontade. A música era animada e os Stuart, que eram admiradores da cultura italiana, puxavam a dança.

Sam passara grande parte da festa ajudando na cozinha e agora fora liberada para aproveitar como todos os outros, pois o vinho era oferecido em barris e os Stuart fizeram questão que todos participassem. Ela pegou alguns petiscos que ainda estavam por lá e foi sentar-se na escadaria que dava para os aposentos dos donos do restaurante. Ficou comendo e observando os que dançavam. Foi quando ouviu uma voz atrás dela que disse:

– Eles sabem se divertir. Nem parecem ingleses.

Era Carina. Ela sentou-se um degrau acima do de Sam, mas ao seu lado.

Sam prendeu a respiração como sempre fazia quando Carina chegava perto, pois era incrível como sua proximidade lhe tirava o fôlego.

Não queria parecer bizarra respirando como uma asmática por isso prendia a respiração e controlava a saída e a entrada de ar. Isso sempre funcionava, mas naquele dia Carina notou.

– Assustei você?
Sam respondeu:
– Claro que não…

E só aí percebeu que não engolira a comida que colocara na boca pouco antes da chegada de Carina. Esta por sua vez, disse:

– Mas acho que os seus modos eu devo ter assustado para longe. Pelos céus! Você nem parece uma menin…

Sam apressou-se em tapar a boca de Carina.

– Enlouqueceu? Quer que todos aqui escutem? Grite da sacada de uma vez! – sussurrou.

E assim que retirou a mão da boca dela, Carina disse:

– Eu poderia gritar o quanto quisesse e ninguém acreditaria. Olhe para você! – e tirou a boina da cabeça de Sam, revelando cabelos curtos, negros e lisos – É um garoto. – e passando a mão em seus cabelos acrescentou. – Um rapaz.

Sam ficou paralisada. Lembrou-se do ocorrido de manhã e corou. Sua pele era uma mistura de negro com branco que puxava mais para o branco, mas mesmo assim ela ficou notadamente avermelhada. Carina sorriu.

sig_Gabi