Search for content, post, videos

20 e poucos anos – Cap 30

– Vou casar-me com Edward, Samanta. “Não irei mais continuar com isto.”

Samanta tirou a boina da cabeça e passou a mão nos cabelos.

As palavras que ela tinha para dizer eram tantas, que por alguns segundos, congestionaram sua garganta. Até que ela falou:

– Hoje pela manhã, ficou claro que você tem sentimentos por mim, Carina. Não há como negar isso.
– Esses sentimentos são falsos. Não é amor de verdade. – disse Carina muito séria.
– Então, o que seria amor de verdade? É o que você sente por Edward?

Carina hesitou, mas respondeu em seguida:

– Pode ser que sim. O amor é calmo e não essa…essa coisa entre nós.
– Quem disse? – perguntou Samanta em tom de desafio.

Carina respirou fundo e respondeu:

– O padre disse, Samanta.
– Espere um pouco! Você está me dizendo, que você, que não acredita na igreja, vai aceitar a ideia de um padre?
– Não é a ideia apenas de um padre…
– E é de quem mais? É sua?
– É de todos, Samanta! Essa ideia é de todos!
– E você precisa se encaixar não é mesmo, Carina?
– Uma pessoa que não está no meio social, não é ninguém.

Samanta abaixou a cabeça, inspirou e expirou devagar , então disse:

– Escute! Eu sei que esta nossa situação está longe de ser algo normal ou algo simples de se entender, mas no final existe uma certeza…sinto-me extremamente feliz quando estou com você, Carina.

Carina desviou o olhar, mas Samanta continuou:

– Essa felicidade quando estou com você e a tristeza que sinto quando não estou, só pode ser am…
– Amor? – interrompeu Carina com desdém.
– Sim. – respondeu Sam.
– Você acredita que há amor entre nós, Samanta? Que duas mulheres podem se amar?
– Eu acredito, que eu amo você! – falou finalmente Samanta.

Carina olhou-a assustada, mas então seu ceticismo voltou:

– Ama? Então me diga, Samanta, quem você ama mais? A mim ou a garota dos Dover?
– Susan? O que ela tem a ver com esta conversa?
– Eu segui vocês na noite do noivado e vi quando se beijaram no jardim do casarão. Seu amor parece ser passageiro na presença dela, não é mesmo?
– Então é disso que se trata? Você está com ciúmes, Carina? – uma ponta de esperança nasceu no olhar de Sam, mas rapidamente se apagou quando Carina falou:
– Não seja idiota, Samanta! Olhe para nós duas! Você jamais terá cacife para me fazer sentir algo como ciúmes. Você não tem nada. Não é ninguém…
– No entanto, você saiu de sua festa de noivado para ver o que eu iria fazer. – falou Samanta séria.
– Você realmente acha…
– Tudo bem, Carina! – interrompeu Sam – Eu já compreendi. Não precisa mais se dar ao trabalho de pensar em palavras para me ofender. Não irei mais aborrecê-la.

“Esta é a sua decisão e eu irei respeitar, apesar de ter esperado algo bem diferente.”

– E o que você esperava que iria acontecer? – perguntou Carina com uma curiosidade genuína.
– Sei que não seria fácil, mas no final das contas, para todos, sou um rapaz, por isso imaginei que podia dar certo – olhou para o chão, mas continuou – nós duas, juntas, trabalhando no restaurante do seu pai e tomando conta dele no futuro…”
– Sonhos! – disse Carina – Você esperava que sonhos se tornassem realidade. – balançou a cabeça negativamente – Escute, Samanta, a vida deve ser planejada com coisas reais. Um sonho bom, apenas faz você querer ficar dormindo para sempre.

Você ainda é nova, mas um dia vai entender.

Samanta pensou um pouco, então respondeu:

– Quando eu tenho um sonho bom, eu acordo feliz e isso faz com que eu aguente melhor a minha realidade dura.

“Imagino se eu tivesse permanecido no orfanato. Lá eu tinha sonhos e quando acordava, vivia pesadelos.”

“É difícil viver nas ruas, mas no final do dia, vejo-me feliz porque estou onde eu queria estar. E essa liberdade, antes de alcançar, eu sonhei.”

Carina surpreendeu-se com as palavras de Sam, mas tentou não demonstrar.

E Samanta continuou:

– Por isso, se o lugar em que você quer estar é ao lado de Edward, eu não irei mais atrapalhar. Afinal, esse casamento sempre foi seu sonho.
– Eu planejei assim! – Falou Carina rapidamente.
– Antes de tudo, ele foi um sonho seu. Agora você não percebe, mas um dia vai entender.

Carina ficou sem palavras. E a expressão de surpresa que tentara esconder momentos antes ficou aparente.

– Onde será que ela aprendeu tudo isso? – pensou.

Diante do silêncio de Carina, Samanta tomou sua decisão. Ergueu a cabeça e, olhando nos olhos de dela, falou:

– Desejo a você e ao seu futuro marido todo o amor verdadeiro do mundo.

Então, ela colocou a boina, virou-se e fechou a porta do quarto de Carina, pela última vez.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.